Orquídeas Phalaenopsis – O Passo a Passo Para Cultivar Essa Orquídea

O gênero de orquídeas phalaenopsis tem 75 espécies.

Elas são nativas de toda a ásia tropical, sendo encontrada principalmente no sudeste da índia.

Distribuindo-se por vários países, especialmente em:

  • Nova Guiné, no norte da China, Nepal;
  • Taiwan, Austrália;
  • Filipinas (que contém a maior riqueza de diversidade de phalaenopsis).

As phalaenopsis foram catalogadas em 1825 por Karl Ludwig von Blume.

Sendo que seu nome phalaenopsis significa parecida com uma mariposa.

Ela recebeu esse nome devido a sua aparência que lembra uma borboleta ou mariposa.

Phalaen significa mariposa e Nopsis significa parecida.

Em sua grande maioria, as phalaenopsis são plantas epífitas, crescendo em cima das árvores, mas sobre uma altura baixa.

Elas também podem crescer sobre rochas cobertas de musgo.

Lembre-se de que uma planta epífita não é um parasita, ela só usa a árvore para se apoiar.

Seu tipo de crescimento é o monopodial, ou seja, elas crescem para cima.

Na natureza, elas podem ser encontradas, em florestas e planícies úmidas e em alguns casos, locais mais secos.

Estando sempre protegidas contra a luz solar direta.

Atualmente ela está entre as orquídeas mais cultivadas do mundo, com centenas de híbridos distribuídos por todo o mundo.

Essa popularidade, vem do fato que a phalaenopsis é uma orquídea de fácil cultivo.

E além disso, pode florescer até 3 vezes em um ano.

As phalaenopsis são as orquídeas mais comuns a serem vendidas em floriculturas.

Características Das Phalaenopsis

Orquídeas-Phalaenopsis

As orquídeas phalaenopsis praticamente não tem caule, suas folhas são largas e gordas, o que as ajuda a armazenar água.

Suas raízes são grandes, flexíveis e bem grossas.

Esse gênero pode ser considerado ligado com o gênero Kingidium, devido as suas características.

Sendo que vários botânicos consideram os dois gêneros idênticos.

Além disso, ela tem vários híbridos com outras espécies, como por exemplo:

  • Phalaenopsis + dorotis = doritaenopsis

OBS: muitas pessoas acreditam que a orquídea denphal é um cruzamento de uma Phalanopsis com uma orquídea Dendrobium, isso é um mito.

Entre as suas principais espécies estão:

Phal.amabilis, Phal.aphrodite, Phal.cornucervi, Phal.fasciata, Phal.hieroglyphica, Phal.lobbii, Phal.lueddemanniana, Phal.manii, Phal.mariae, Phal.sanderiana, Phal.schilleriana, Phal.violácea

JOÃO DE PÁDUA NEVES

Tipos De Phalaenopsis

Existem dois tipos de orquídeas phalaenopsis, mas o cultivo de cada uma não varia muito.

O primeiro tipo é o padrão.

Ele pode atingir até 1 metro de altura com várias flores durante a sua floração.

Já o segundo tipo é chamado de phalaenopsis miniatura.

Sendo que esse tipo não passa de 30 cm de altura e a sua floração contém menos flores que as do tipo padrão.

Habitat Natural

Na natureza, as phalaenopsis estão protegidas de luz solar direta, e em sua maioria elas vivem em um ambiente mais úmido.

Além disso, elas também possuem um ótimo sombreamento devido a sombra das árvores.

Sempre tente imitar as condições naturais de sua phalaenopsis, assim você terá sucesso em seu cultivo.

Sobre As Raízes

As phalaenopsis sempre tem um grande número de raízes, que normalmente elas usam para se fixar nas árvores e rochas.

E saber mais sobre as raízes dela, vai te ajudar a cultivar melhor sua orquídea phalaenopsis.

Ela têm esse grande número de raízes porque assim como as orquídeas sapatinho, ela não possui pseudobulbos.

E por isso, ela necessita muito de suas raízes para sobreviver.

Então não se assuste caso ela comece a ter raízes crescendo para fora do vaso que você plantou.

Isso é normal, ela é uma planta epífita, e vai querer buscar apoio com suas raízes.

O que toda raiz de phalaenopsis precisa são os seguintes itens:

  • Luz (fazer fotossintese)
  • Ar (Fotossíntese e simbiose)

Ao olhar suas raízes, nós podemos perceber se sua planta é saudável ou não.

Basicamente, quando elas estão duras, com uma cor mais forte, normalmente um verde cinzento ou apenas verde elas estão saudáveis.

Mas quando estão secas e com um tom mais preto, elas estão mortas ou estão quase morrendo.

Isso porque, quando a cor está verde, demonstra que elas estão conseguindo absorver a luz pelas raízes e realizar corretamente a fotossíntese.

Onde Plantar

Phalaenopsis_chibae

O local ideal para o cultivo de sua phalaenopsis pode ser em um tronco de árvore, ou em um vaso.

Isso tudo depende de outros fatores, como:

  • Iluminação recebida
  • Umidade
  • Ventilação

Ao escolher um local para sua orquídea, tome muito cuidado, pois elas não gostam de ficar trocando de lugar.

Muitas vezes, o simples ato de trocar sua orquídea phalaenopsis de lugar, pode causar alguns problemas a sua planta.

Alguns muito comuns são:

  • Parar de crescer as raízes,
  • Perder folhas,
  • Desidratar

Com o tempo ela provavelmente vai voltar ao normal, mas sempre evite de ficar movendo sua orquídea.

Descubra Como Ter Orquídeas Lindas

Esse Guia Exclusivo Está Ensinando Vários Cultivadores Iniciantes a Cultivarem Orquídeas Sem Nenhuma Dificuldade.

Apenas se você deseja ter orquídeas lindas e saudáveis, clique no botão abaixo e receba o guia gratuitamente

➜ BAIXAR O GUIA

Posso Plantar a Phalaenopsis Na Terra?

Na maioria das vezes não, pois as phalaenopsis são em sua grande maioria orquídeas epífitas.

Ou seja, elas vivem no tronco de árvores, então se você plantá-las na terra, elas provavelmente não vão se adaptar.

Temperatura / Luminosidade

Phalaenopsis_amabilis

Como já dito anteriormente, a phalaenopsis é uma orquídea muito famosa pelo seu fácil cultivo.

Isso se deve também a sua ótima adaptação ao clima tropical do Brasil.

Pois ela consegue aguentar temperaturas muito variadas, indo de 13ºC a 35ºC.

O seu ideal durante o dia é entre 20 e 24ºC e durante a noite, apenas tome cuidado para que não fique mais frio que 16ºC.

Para fazê-la florescer, o ideal é uma queda de temperatura a noite de 5ºC.

Alguns cultivadores recomendam que no outono, se tenha uma temperatura de 13 a 14ºC a noite, pois pode ajudar a induzir a floração.

Quanto a luminosidade, as orquídeas phalaenopsis são plantas que não necessitam de muita luz.

Uma luminosidade de 50% a 70% vai ajudar muito a sua planta.

Mas não se esqueça, sempre com iluminação indireta e se possível com uma boa ventilação.

Para verificar se sua orquídea está recebendo muito sol, basta olhar a coloração de suas folhas.

  • Basicamente, se ela estiver com um tom de verde mais escuro que o normal, está recebendo pouco sol.
  • E caso esteja com uma coloração mais amarelada, está recebendo muito sol.

Uma maneira para se checar se sua planta está ficando em um sol muito quente para ela é fazer o seguinte teste:

  1. Coloque sua mão ou seu rosto na folha da phalaenopsis.
  2. Se você se incomodar com a temperatura da folha após alguns segundos, retire a orquídea desse local.

Mas caso, ela não esteja muito quente, pode deixar sua orquídea nesse local.

Se você não quiser mudar sua planta de local, basta aumentar a ventilação ou colocar alguma tela ou proteção para diminuir a força da luz solar.

Umidade Ideal

Phalaenopsis_amboinensis

A umidade é algo que poucos cultivadores se preocupam muito, mas ela é ideal para a saúde de sua planta.

Mesmo gostando de ficar em locais mais úmidos, não devemos exagerar na umidade da orquídea phalaenopsis.

Quando em excesso ou em falta, essa umidade pode causar algumas doenças extremamente prejudiciais a sua orquídea.

E além disso, vai fazer sua orquídea ficar mais fraca, facilitando a aparição de fungos e bactérias.

Por isso, tome cuidado para que a umidade errada não atrapalhe a vida de sua planta.

O ideal é que você conserve um ambiente com umidade entre 50% e 70%, não variando muito disso.

Para fazer isso, basta verificar se o seu ambiente não está muito seco, normalmente ar-condicionado retira a umidade do ambiente.

Veja também: Orquídeas Coelogyne

E além disso, cuidado para que as raízes da phalaenopsis não fiquem muito úmidas, pois isso pode trazer uma doença chamada podridão negra.

Rega

Phalaenopsis_gigantea

Todas orquídeas precisam de água para sobreviver, algumas mais como a orquídea vanda, outras menos como as cattleyas.

E por isso saber regar sua orquídea é algo essencial para conseguir cultivá-la.

No caso das orquídeas phalaenopsis elas têm algumas características específicas que se você conhecê-las poderá realizar a rega com mais facilidade.

Folhas Substituindo Os Pseudobulbos

Pois como dito anteriormente, elas não tem pseudobulbos e as orquídeas utilizam os pseudobulbos para armazenar nutrientes e também a água.

No caso das phalaenopsis elas usam suas folhas para essa função.

Por isso, se você reparar vai perceber que as folhas delas são mais grossas.

Além disso, elas são mais largas, o que é bom e ruim.

Pois elas aumentam a capacidade de armazenamento da planta, fazendo assim ela ser mais resistente.

E também por serem mais largas, aumentam a transpiração da folha e se você não tomar cuidado pode desidratar sua orquídea phalaenopsis.

Apesar desse problema de desidratação, a phalaenopsis é uma orquídea que consegue aguentar melhor a falta de água do que o excesso.

O excesso pode apodrecer suas raízes e atrapalhar seu desenvolvimento ou gerar doenças.

E como elas são epífitas, elas tomam mais sol do que as orquídeas terrestres, e por isso ficam secas mais rápido.

A Grande Importância Das Raízes

Além das folhas, as phalaenopsis possuem uma “arma secreta para conseguirem captar mais água”.

Essa arma secreta são suas raízes.

Com o passar do tempo, as raízes das phalaenopsis foram evoluindo, e com isso desenvolveram um tecido chamado velame.

Sendo que sua função é muito simples, ajudar as raízes a absorver e armazenar água.

Então basicamente, a phalaenopsis faz o seguinte ciclo:

Absorve a água pelas raízes utilizando o velame e em seguida armazena a água nas folhas ou em suas raízes.

Agora vamos descobrir quais são os fatores que influenciam na rega de sua orquídea.

Fatores Que Interferem Na Rega

Regar-PhalaenopsisA frequência em que se rega suas orquídeas é algo que pode-se variar muito de região para região.

Isso ocorre porque várias coisas podem influenciar na evaporação da água.

Como por exemplo, uma regra é que quando o clima está mais frio, a frequência de rega diminui.

Isso ocorre porque quanto mais frio, mais demora para a água evaporar.

E é por isso, que eu recomendo que você crie um calendário de regas para sua orquídea.

Mas atenção, com mudanças de clima, sua rega durante o verão será mais frequente do que durante o inverno.

Mas a temperatura não é o único fator que você deve tomar cuidado.

Veja abaixo alguns fatores além da temperatura que podem afetar a frequência de rega de sua phalaenopsis e também de outras espécies de orquídeas:

  • substratos
  • umidade
  •  ventilação
  • estágio da planta (crescimento, floração ou descanso)

Então para descobrir quando regar a sua planta, leia abaixo:

Quando Regar

Quando-regar

A primeira forma é comumente utilizada em quase todas as orquídeas e também pode servir para a phalaenopsis.

Basta que você coloque o seu dedo no substrato e verificar se já está seco ou quase seco. Caso esteja, regue.

A profundidade a se colocar o dedo é algo incerto, pois alguns cultivadores recomendam a 1,5 cm enquanto outros recomendam até o meio do pote.

Por isso, teste com o dedo no meio de substrato, mas se você perceber que sua planta está querendo mais água, mude para o 1,5cm.

Também existe uma técnica específica para phalaenopsis.

E é essa que recomendo que você utilize.

Basicamente você vai olhar a cor da raiz de sua orquídea.

Quando elas estão secas, as raízes ficam com uma cor branca meio prateada e quando estão molhadas, elas ficam verdes.

Mas para conseguir ver suas raízes, será necessário um vaso transparente.

OBS: o tipo de vaso a ser utilizado, será abordado mais abaixo.

Tipo De Água

Tipo-de-água

Por mais que isso pareça exagero, o cuidado com o tipo de água utilizado na rega, é algo que pode te ajudar.

Isso porque uma água mal tratada pode conter alguns nutrientes que vão atrapalhar o desenvolvimento de sua orquídea.

Existem 3 tipos de água que são as mais recomendadas:

  • água de chuva água (não ácida).
  • água fervida e esfriada.
  • água normal deixada em descanso por 24 ou 48 horas.

Água normal da torneira também pode ser utilizada, apenas garanta que ela não esteja com cloro.

Dessa maneira, você vai evitar que a água traga doenças ou deixe sua orquídea mais fraca.

OBS: Não se esqueça do básico: água limpa.

Quanto a temperatura, nunca use água quente ou água fria para regar sua orquídea.

Pois isso pode atrapalhar o seu desenvolvimento, ou em alguns casos extremos, matá-la.

Cuidado – Água No Fundo Do Vaso

Como elas são orquídeas epífitas em sua maioria, elas tem um cuidado em especial.

Orquídeas epífitas não gostam que o fundo de seus vasos fiquem molhados, isso pode fazer suas raízes apodrecerem.

Para que você garanta que isso não vá ocorrer, sempre que regar, verifique se não ficou muita água no vaso ou debaixo do vaso.

Algo que pode te ajudar nesse caso é o substrato escolhido.

Se você colocar alguns pedaços de telhas quebradas ou argila expandida no fundo de seu vaso, eles poderão drenas a água que ficaria presa no vaso.

Como Regar

Como-Regar-1

Para regar, molhe sua planta abundantemente com a água que você já separou até que a água saia no fundo do vaso.

A rega deve ser realizada no período da manhã, pois assim vai ter tempo para que as folhas estejam secas durante a noite.

Evitando assim a podridão negra e outras doenças.

Após ter regado sua orquídea, verifique se ela não ficou com água acumulada no centro de suas folhas ou flores.

Pois isso pode apodrecer suas folhas e consequentemente atrapalhando o seu desenvolvimento por um bom tempo.

E por último, caso você utilize um prato em baixo de sua orquídea.

Não deixe que ele acumule água.

Substratos Para as Orquídeas Phalaenopsis

Phalaenopsis_schilleriana_2

Quase toda orquídea necessita de substratos e a orquídea phalaenopsis está entre elas.

Um bom substrato é aquele que ajuda a sua orquídea nas características que ela mais precisa.

E para a phalaenopsis, um bom substrato deve conseguir:

  • Boa aeração
  • Boa drenagem
  • Não estragar rápido

Abaixo, eu separei alguns substratos que você pode utilizar.

OBS: Evite comprar substratos que contenham casca de pinheiro, porque eles resultam em grande estresse na phalaenopsis.

Quais Substratos Utilizar?

Existem uma grande quantidade de substratos que conseguem atender essas especificações da phalaenopsis, abaixo estão alguns:

  • Fibra de coco destratada
  • Carvão
  • Casca de arroz carbonizada
  • Semente de açai, casca de pinus, pedra brita,
  • Casca de pinheiro média, turfa, etc.

Você também pode fazer uma mistura com várias dessas e ver como fica.

Por exemplo, você pode usar pedra brita e sementes de açai no fundo do vaso para evitar que fique acumulada muita água.

E mais acima, colocar alguns pedaços de casca de pinheiro (1-2cm cada pedaço), carvão e turfa.

Descubra Como Ter Orquídeas Lindas

Esse Guia Exclusivo Está Ensinando Vários Cultivadores Iniciantes a Cultivarem Orquídeas Sem Nenhuma Dificuldade.

Apenas se você deseja ter orquídeas lindas e saudáveis, clique no botão abaixo e receba o guia gratuitamente

➜ BAIXAR O GUIA

Outro tipo de substrato que pode ajudar muito a sua orquídea são pedaços pequenos de troncos de árvores.

Mas lembre-se que ele deve ser rugoso.

Então madeiras como peroba são uma boa escolha.

OBS: Não utilize casca de pinheiro ou terra como substratos, pois eles não são bons para a phalaenopsis.

Limpando o Substrato

Depois de ter escolhido o seu substrato, você deve fazer algumas precauções.

Garantindo que o substrato não passe nenhum inseto ou bactéria para sua planta.

  1. Verifique se o seu substrato está limpo.
  2. Depois comece a fervê-lo por 10 minutos ou deixe-o submerso em água sanitária durante 25 minutos
  3. Ao tirar lave-o para tirar a água sanitária.

Além disso, saiba que o substrato deve ser trocado de tempos em tempos.

Em média, o substrato das orquídeas phalaenopsis é trocado a cada 1 ou 2 anos.

Isso ocorre porque com o passar do tempo, ele perde sua utilidade e acaba atrapalhando a planta.

Floração

Floração-Phalaenopsis

A orquídea phalaenopsis pode ter até 3 florações durante o ano, chegando a casos onde ela ocorre até 3 meses.

Mas normalmente forçar essas florações exige muito da orquídea.

Essa é uma das grandes vantagens dessa orquídea.

A floração começa em sua haste, se desenvolvendo em flores com o passar do tempo.

E essa haste floral pode ser mantida após a floração na maioria das vezes, pois ela pode causar uma nova floração.

Mas normalmente isso ocorre apenas nas phalaenopsis híbridas.

Além de servir para novas flores, uma haste floral também pode desenvolver novas mudas a partir deles.

Sobre a poda ou não da haste floral, você verá mais abaixo.

Durante a floração, você também deve ter cuidado durante a sua rega.

Pois se você molhar as suas flores, é possível que gere algumas manchas nelas, piorando o visual de sua florada.

Para evitar o acúmulo nas folhas e flores, cultive sua phalaenopsis um pouco inclinada, o que vai ajudar a não reter água nesses locais.

Agora vamos falar um pouco mais sobre as flores dessa orquídea.

Características Das Flores

Sem dúvidas, a principal atração de qualquer orquídea são suas flores, e no caso da phalaenopsis não é diferente.

Suas flores são vistosas e muito coloridas, tendo uma grande variedade de cores possíveis.

Algumas das cores mais famosas são:

  • Branco
  • Vermelho
  • Amarelo
  • Roxo
  • Creme-esverdeado
  • Entre outras cores

E além disso, é com essa espécie que muitos orquidófilos fazem a tentativa de gerar a blue mystic que é uma orquídea azul.

Basicamente eles colocam corante na água da phalaenopsis com flor branca para tentar fazê-la ficar azul.

Já quanto ao tamanho, suas flores podem ser de vários tamanhos, variando em média de 2 a 13 cm e como já dito acima, durando até 3 meses.

Em uma única haste floral, o número de flores que podem aparecer varia de 3 a 40 flores.

5 Dicas Para Melhorar a Floração Da Phalaenopsis

Dicas-para-floração

Existem algumas dicas que podem facilitar a sua floração e também deixá-la mais bonita.

Com as dicas abaixo, você vai conseguir evitar doenças, fungos e principalmente, fazer que sua orquídea tenha uma floração saudável.

Dica 1

Coloque canela em pó em sua mão e sopre-a sobre as raízes.

Isso vai protegê-la contra fungos e bactérias e segundo algumas pessoas, pode ajudá-la na floração.

Dica 2

Além disso, existe uma substância química que pode atrapalhar sua orquídea phalaenopsis, o etileno.

E para evitá-lo, você deve tomar cuidado para não deixá-la perto de frutas amadurecendo.

Dica 3

Cuidado com a umidade insuficiente e/ou uma temperatura excessivamente baixa durante a noite.

Esses fatores podem impedir sua floração.

Dica 4

Toda floração, exige muito das orquídeas e em alguns casos é recomendado que você as evite para a saúde de sua orquídea.

Se ela estiver muito fraca, corte as hastes florais a cinco centímetros de sua base.

Dessa maneira, você vai garantir que sua orquídea tenha mais energias e provavelmente no ano seguinte sua floração estará muito mais bonita.

Esse procedimento é recomendado em casos de orquídeas se recuperando de doenças ou doentes.

Dica 5

Durante a floração, não se esqueça de colocar um pedaço de madeira para ancorar a sua planta.

Para saber como fazer isso, veja esse artigo.

Como Ter Flores o Ano Inteiro

Phalaenopsis_schilleriana

Para ter flores o ano inteiro com suas orquídeas phalaenopsis, você deve aprender a atrasar a floração delas.

E para isso, existem alguns truques.

Utilizá-los não vai atrapalhar a sua floração ou deixar a planta menos saudável.

A primeira forma de atrasar a floração da phalaenopsis é:

  • Mantê-la em temperaturas elevadas durante a noite (20ºC em média)

Isso porque ela precisa de uma queda de temperatura durante a noite para estimular a sua floração.

Caso isso não ocorra, ela vai pensar que ainda não é hora de florir, suas hastes florais não vão aparecer, ou vão demorar mais.

A segunda forma de atrasar a floração é:

  • Deixá-la em temperaturas mais frias após a emissão das hastes florais.

Quando as hastes florais aparecem, uma temperatura maior acelera o seu desenvolvimento e faz as flores aparecerem mais rápido.

Mas se você fizer o contrário, deixá-las em uma temperatura mais baixa, o aparecimento da floração vai demorar mais.

Essas duas dicas são muito simples e vão te ajudar caso você tenha várias orquídeas phalaenopsis em sua casa.

Isso porque você vai poder controlá-las para ter florações durante o ano todo.

Artigo Recomendado: Orquídeas Catasetum

Devo Cortar a Haste Floral?

Chegamos a um assunto polêmico quando se fala do cultivo de phalaenopsis.

Isso porque vários orquidófilos discutem sobre o que é melhor para essa orquídea nesse assunto.

Alguns dizem que é melhor deixar a haste de modo a forçar uma nova floração e outros a cortá-la de modo a fortalecer uma floração futura.

Os dois lados têm a sua vantagem e a sua desvantagem.

Por isso, abaixo eu vou me aprofundar em cada um e você deverá decidir qual o melhor para sua orquídea.

OBS: em ambos os casos, você só dever fazer isso quando a floração de sua planta tiver acabado. Basicamente isso ocorre quando as flores começarem a secar.

Corte Para Fortalecer a Próxima Floração

Nesse caso, você vai cortar por completo a sua haste, então veja abaixo como fazer isso:

Corte a haste perto da base da planta, onde a haste surgiu.

Assim você vai fazer sua orquídea colocar toda a sua energia em uma floração melhor no futuro.

  • A desvantagem desse método é que você não vai ter uma nova floração a curto prazo.
  • E a vantagem é que sua phalaenopsis vai te presentear com uma floração melhor no futuro.

Corte Para Gerar Uma Nova Floração

Descubra Como Ter Orquídeas Lindas

Esse Guia Exclusivo Está Ensinando Vários Cultivadores Iniciantes a Cultivarem Orquídeas Sem Nenhuma Dificuldade.

Apenas se você deseja ter orquídeas lindas e saudáveis, clique no botão abaixo e receba o guia gratuitamente

➜ BAIXAR O GUIA

Para encorajar o reflorescimento de sua phalaenopsis, o que você deve fazer é perceber os nós na haste floral de sua phalaenopsis e cortar no 3º nó.

Assim, em alguns casos, ela vai emitir uma segunda haste floral.

E em pouco tempo, você vai ter uma nova floração através dessa ramificação.

  • A desvantagem desse método, é que gasta muita energia de sua orquídea.

Por isso, só faça isso caso sua orquídea esteja saudável.

A grande vantagem, é que você terá uma nova floração em 2 meses.

Reflorescer Ou Não Reflorescer, Eis a Questão

Cortar-ou-não-cortar-a-haste-floralComo já dito acima, encorajar uma nova floração ou deixar que sua orquídea se recupere para florir no próximo ano é uma escolha sua.

Mas eu recomendo que você faça os dois métodos.

Se você perceber que sua orquídea está bem e saudável, você pode tentar uma nova floração.

Mas caso ela esteja visivelmente cansada ou doente, deixe ela descansar.

Dessa maneira, você vai conseguir o maior número de florações e também uma orquídea saudável.

Como Adubar a Orquídea Phalaenopsis

Phalaenopsis_malipoensis

Existem dois tipos de adubação que você pode escolher para sua orquídea, a adubação química e a adubação orgânica.

A adubação química é mais rápida e eficiente, só que ela é mais cara, e você deve tomar mais cuidado.

Já a adubação orgânica é mais lenta e talvez menos eficiente.

Sendo mais barata, pois, utiliza elementos naturais na sua composição.

Se você quer adubar suas orquídeas phalaenopsis organicamente, utilize os seguintes adubos:

  • Torta de mamona
  • Farinha de osso ou de ostras
  • Cinzas de madeira

Sendo que cada um dessas misturas vão substituir um elemento da adubação química.

Agora quanto a adubação inorgânica, vamos dividi-la em 2 partes:

  • Durante a floração
  • Durante os períodos normais da planta.

Adubação Na Fase De Crescimento

Nesse tempo, o adubo que deve ser utilizado é um mais equilibrado.

Alguns bons exemplos seriam o NPK 10 10 10 ou o NPK 20 20 20.

Lembrando de que a phalaenopsis é uma orquídea que gosta de fertilização no dia correto.

Por isso, marque um dia na semana que será separado para a adubação e sempre adube nesse dia.

Adubação Durante a Floração

Durante esse período, a fórmula muda, porque a orquídea phalaenopsis precisa de um pouco mais de fósforo e também de potássio.

  • Então use o NPK 10 30 20.

E muito importante que se realize a adubação nesse período.

A floração exige muito da phalaenopsis e uma reposição de seus nutrientes vai ajudá-la a ficar melhor.

Lembre-se, não jogue adubo nas flores da phalaenopsis.

Quando e Quanto Adubar

Em ambos os casos, adube 1 vez por semana, e verifique se não está em excesso, seguindo os passos abaixo:

Para verificar se você está adubando em excesso, basta verificar se alguns dos sintomas abaixo apareceram:

  • No pote da phalaenopsis está se acumulando sal (muita atenção nesse).
  • As folhas dela estão começando a se queimar (também pode ser o sol).
  • As raízes se queimarem ou apodrecerem (também pode ser água acumulada no fundo do vaso).

Para que esse excesso não ocorra, existe um truque extremamente simples.

Diminua a força recomendada da adubação por três.

Por exemplo, o recomendado é uma colher para cada litro de água, faça uma colher para cada 3 litros de água.

Dessa maneira, você não precisa se preocupar com o perigo de excesso de adubação em sua orquídea.

Replantio

Replantar-Phalaenopsis

O replantio é algo necessário na grande maioria das orquídeas.

Sendo que algumas devem ser replantadas anualmente, enquanto outras a cada 4 ou mais anos.

No caso da phalaenopsis, a média é de 2 em 2 anos.

Para verificar se sua planta deve mudar de lar, basta verificar se seu substrato está decomposto e muito fino.

Ou se ela está muito grande para o vaso atual.

Caso esteja, está na hora de replantar.

Época Para Replantar

A mudança de local é algo que vai exigir muito de sua orquídea.

Por isso, quando for replantar, de preferência escolha uma época que ela não esteja gastando muito suas energias.

Sendo a melhor época 2 a 3 semanas após a realização da floração.

OBS: evite encorajar uma nova floração caso você pretende replantar sua orquídea.

Como Replantar

Se você quer aprender a replantar sua orquídea em árvores, veja esse artigo.

Mas caso você queira replantá-la em um vaso, siga os passos abaixo:

  1. Retirar orquídea do vaso (com cuidado)
    1. Molhar o vaso
    2. Apertar o vaso, para comprimir a terra
    3. Virar vaso de cabeça para baixo segurando a orquídea
  2. Limpá-la, tirando todo o substrato
  3. Retirar raízes mortas (tesoura esterilizada)
  4. Colocar substrato no fundo do vaso novo (deve ter boa drenagem)
    1. Exemplos: pedaços de telhas, argila expandida* Colocar o novo substrato no vaso
  5. Colocar até a metade
  6. Bater do lado do vaso para arrumar o substrato no vaso.
  7. Encaixar a planta
  8. Deixa-a um pouco inclinada para que possa escorrer água de suas folhas e flores durante a rega.
  9. Colocar o resto do substrato
  10. Bater do lado do vaso para arrumar o substrato no vaso.
  11. Verificar se a planta está firme no vaso, caso não esteja, repetir o procedimento.
  12. Coloque sua planta no local separado para ela
    1. Ele deve atender os requesitos de iluminação, ventilação e umidade de sua planta.

Como Fazer Mudas (Keikis)

Como-Fazer-Mudas

Caso você queira obter mudas para sua orquídea, existem alguns truques que podem te ajudar.

Primeiramente, se você deixar sua phalaenopsis em um ambiente mais úmido e com menos luz, você vai aumentar as chances de sua planta gerar um keiki (muda).

Após ele aparecer, espere que forme suas raízes, e após isso, corte-o e o plante em um vaso.

Além dessa forma natural de gerar uma muda, você também pode estimular sua phalaenopsis a criá-la.

Mas só faça isso se ele não surgir naturalmente.

Após a florada de sua orquídea phalaenopsis, corte a haste como se você fosse estimular uma nova floração.

Essa nova haste que vai nascer, poderá ser uma nova floração ou também uma nova muda.

Você também pode juntar as duas dicas para aumentar a sua chance de obter-se uma nova muda.

Ou seja, corte a haste e deixe sua orquídea em um clima mais úmido e com menos luz.

Multiplicação – Plantando as Mudas

Agora vamos ver como replantar a sua nova muda:

Antes de retirar sua muda, deixe ela crescer na orquídea phalaenopsis.

Para que desenvolva raízes de 5 a 7 cm e tenha ao menos 2 folhas antes de ser podado.

Após isso, vamos replantá-lo:

  1. Corte o broto
  2. Retire a haste com a raiz
  3. Plante-o em outro vaso (siga os mesmos procedimentos do replantio)
  4. Ela deve ficar bem fixa
  5. Caso não dê, coloque um pequeno pedaço de pau para apoiá-la.
  6. Amarre a phalaenopsis a esse cabo

Qual Vaso Escolher

Orquídea-borboleta

Agora vamos falar sobre qual é o melhor vaso para a phalaenopsis.

O melhor tipo para ela é o de plástico transparante.

Isso porque além de reter mais umidade, o vaso de plástico transparente ajuda as raízes a realizarem fotossíntese.

Pois possibilita que as luzes do sol cheguem até elas.

E além disso, ele nos deixa ver como o substrato e as raízes estão, fazendo a rega ficar muito mais fácil.

Mas caso você não queira usar um vaso transparente, pode usar um de barro.

Pois mesmo assim as raízes vão sair dele e fazer fotossíntese.

Um vaso bem apertado ajuda no desenvolvimento da phalaenopsis, por isso, ao escolher um tenha certeza que ele não é muito espaçoso para ela.

Escolha um em que as raízes ocupem todo o espaço.

Um vaso muito espaçoso faz as raízes ficarem muito úmidas e apodrecerem.

Outro benefício do vaso apertado, é que ele vai ajudar a phalaenopsis a realizar a sua floração.

Descubra Como Ter Orquídeas Lindas

Esse Guia Exclusivo Está Ensinando Vários Cultivadores Iniciantes a Cultivarem Orquídeas Sem Nenhuma Dificuldade.

Apenas se você deseja ter orquídeas lindas e saudáveis, clique no botão abaixo e receba o guia gratuitamente

➜ BAIXAR O GUIA

Doenças e Pragas

Phalaenopsis_lueddemanniana

Agora uma passagem rápida sobre as doenças que podem atacar a sua phalaenopsis.

Existe uma grande diversidade de doenças, pragas, fungos e bactérias que sua orquídea pode contrair.

Por isso, veja o artigo doenças nas orquídeas e identifique melhor as possíveis doenças em suas orquídeas phalaenopsis

Para evitar que sua orquídea tenha esses problemas, basta fazer o seguinte:

  • Mantenha ela em condições de cultivo ideais.
  • Boa umidade, ventilação, rega, temperatura, saber replantar corretamente, substratos limpos, etc.
  • Sempre deixe-a em locais limpos.
  • Veja mais essas dicas no artigo como cuidar de orquídeas.

Conclusão – Como Cuidar De Orquídeas Phalaenopsis

Nesse artigo, eu tentei fazer um guia completo e detalhado sobre como cuidar das orquídeas phalaenopsis.

Espero que você tenha aprendido muita coisa e que consiga ter ótimos resultados com sua orquídea.

Você não precisa seguir todas as dicas dadas nesse artigo para cultivar sua phalaenopsis.

Mas quanto mais você utilizar o que foi dito aqui, melhor você se sairá em seu cultivo.

Agora é sua vez, nos ajude a levar conteúdos de qualidade sobre as orquídeas para mais pessoas.

Clique nos ícones abaixo e compartilhe esse artigo com seus amigos.

Compartilhe Este Artigo!


Artigos Relacionados: