Orquídeas Cymbidium – Aprenda Como Cultivá-las

Com 69 espécies, o gênero de orquídeas cymbidium, pode ser considerado um dos mais famosos e adorados pelos orquidófilos.

Ela é nativa dos seguintes países: Austrália, China, Índia, Sri Lanka, Malásia, Japão, Filipinas, Nepal e Vietnã.

Sendo descoberta em 1799 pelo Olof Swarts, e há mais de 100 anos foi hibridizada pelo ser humano.

Estima-se que hoje existam mais de 11 mil cymbidiums híbridos espalhados pelo mundo.

As cymbidium normalmente são epífitas, mas existem algumas que são semi-terrestres.

Ela utiliza suas raízes para capturar água, nutrientes e para se prender a plantas ou no local onde vive.

Curiosidades Sobre As Orquídeas Cymbidium

Orquídeas-Cymbidium

Atualmente as cymbidiums são uma das orquídeas mais adoradas pelos brasileiros, estando entre uma das mais comercializadas no país.

Sendo que a grande maioria delas cymbidiums comercializadas são híbridas.

Ela é típica de regiões onde as altitudes são elevadas e a temperatura mais fria.

E assim como as orquídeas cattleya, as orquídeas cymbidium gostam muito de um clima mais frio.

E é por isso que ela é pouco popular em regiões mais quentes como o nordeste, onde é um grande desafio fazê-la florir.

Sendo muito popular em regiões como o sul e o sudeste do Brasil.

Recomendado para você:

  1. Como Cuidar De Orquídeas Bulbophyllum
  2. Como Cultivar Orquídeas Catasetum

Uma curiosidade é que as características físicas das cymbidiums podem variar muito dependo da espécie.

Pois, algumas tem tamanhos extremamente pequenos e outras alcançam até um metro.

As principais espécies desse gênero são:

Cym.canaliculatum, Cym.dayanum, Cym.devonianum, Cym.eburneum, Cym.ensifolium, Cym.insigne, Cym.lowianum, Cym.madidum, Cym.parishii.

Agora que você já sabe sobre as principais características e curiosidades do gênero cymbidium, vamos falar sobre sua floração.

Cymbidium Não Florescendo?

Cymbidium_pumilum

Antes de falarmos sobre as características das flores da cymbidium, você deve saber o que pode estar atrapalhando o florescimento de sua cymbidium.

Como esse é um dos maiores problemas que todos os orquidófilos enfrentam, vamos abordá-lo mais a fundo.

Temperatura

Temperatura

Para a cymbidium florir, ela necessita estar em um clima mais ameno ou frio e, por isso, não é recomendado cultivá-la em locais mais quentes.

Outro problema de floração que pode ser causado é a falta de variações de temperatura.

Isso ocorre porque as orquídeas cymbidium para florescer necessitam de uma queda de temperatura durante a noite.

Essa queda de temperatura vai fazer as hastes florais se soltarem para que chegue a tão esperada floração.

Por isso, o recomendado é que durante a noite a temperatura abaixe em média 10 graus.

Local e Iluminação

Iluminação

Já caso os botões estejam caindo antes de abrir as flores, isso pode ser um sinal de que você mudou sua orquídea de lugar.

Isso ocorre porque a maioria das orquídeas não gosta de ser trocada de lugar, e no caso das cymbidium pode atrapalhar a floração.

Por isso, escolha bem o melhor local para colocar sua orquídea, e mova-a o menos possível.

O erro mais comum e também mais fácil de resolver é a pouca iluminação.

Normalmente, as orquídeas têm sua floração interrompida quando não recebem a quantidade de luz ideal.

Quando não recebem muita iluminação ou quando recebem luz em excesso.

Pouca iluminação pode não deixar as flores surgirem.

O excesso acaba queimando as folhas e suprindo a floração.

Abaixo será abordado qual é a temperatura e a quantidade de iluminação ideal para sua orquídea cymbidium.

Água e Adubação

Rega

Outro item que pode estar afetando sua orquídea, pode ser a água utilizada durante a rega.

Pois se ela estiver com um teor de sal muito alto, as folhas das plantas vão cair, as pontas ficarão pretas e sua orquídea morrer.

E caso não seja nenhum desses os itens que estejam atrapalhando a floração de sua orquídea, pode ser esse último item.

A adubação incorreta, pois sua orquídea pode estar precisando de nutrientes para realizar sua floração ou pode estar sobrecarregada com excesso de adubo.

Nesses dois casos, a floração será muito prejudicada.

Caso seja excesso de adubo, você perceberá que as raízes começarão a apodrecer.

[Grátis] E-book Os 7 Maiores Segredos Do Cultivo De Orquídeas

Motivos Naturais

Causas-Naturais

Esses foram os motivos pelos quais sua orquídea cymbidium pode não florescer, por erros de cultivo.

Mas também existem alguns motivos naturais para sua cymbidium não florescer por certo período, que são:

  • Ela pode não florescer durante 6 meses a 1 ano após o replantio
  • Ela é muito nova.

Agora que você já sabe os possíveis motivos que podem fazer sua cymbidium não florir, vamos ver algumas características de suas flores.

Características Das Flores

Cymbidium_eburneum

Em média, as cymbidiums floresce apenas 1 vez por ano, tendo seu surgimento variado de setembro a janeiro.

É possível estimular o reflorescimento em algumas espécies, mas na maioria isso não é possível.

Suas flores são de tamanho grande e exibem um lábio como padrão.

Existem orquídeas cymbidium que conseguem ter várias flores em cada haste floral, chegando a ter até 60 flores, divididas em várias hastes.

Essas hastes têm de 10 cm a mais de 1 metro e podem ser divididas em 3 tipos:

  • Eretas
  • Semi-pendentes
  • Pendentes

Em relação a duração da floração, ela pode ser considerada alta.

Pois em média as flores duram de 30 a 60 dias, podendo variar um pouco para mais ou para menos.

Uma curiosidade sobre as flores são suas diversidades de cores.

Pois podem chegar em quase todas as cores exceto o azul.

Algumas cores comuns são:

  • Rosa
  • Amarela
  • Laranja
  • Marrom
  • Branca

Tutor Para Haste Floral

Quando sua haste / cachos estiverem bem formados, é recomendado que eles recebam um tutor.

Ou seja, pegue uma vareta de bambu ou alguma estaca e amarre-os para evitar que as hastes quebrem durante seu desenvolvimento.

Elas devem-se manter eretas.

Após o uso, não reaproveite as estacas de madeira utilizadas, pois elas podem transmitir doenças para as outras orquídeas.

Agora que você já conhece:

  • O que pode estar impedindo sua orquídea cymbidium de florir
  • As características das flores
  • Como usar um tutor para sua haste

Vamos aprender o que fazer com os brotos de sua cymbidium.

Cuidado Com Os Brotos

Cymbidium_erythrostylum

O aparecimento de brotos em sua orquídea é um ótimo sinal para sua floração.

Pois após o surgimento dos primeiros brotos, em cerca de 4 a 6 meses vão aparecer suas tão esperadas flores.

Isso também significa que não é hora de se retirar mudas de sua orquídea.

Agora, você deve ter um grande cuidado caso surjam brotos em excesso, pois eles podem atrapalhar sua floração.

Os brotos quando em excesso afetam a sua floração, e caso isso ocorra quebre alguns deles, para não forçar muito sua orquídea.

Devo Podar a Cymbidium?

Cymbidium_madidum

Depois que a floração ocorrer, você deve ter alguns cuidados para que no ano seguinte você consiga uma nova floração.

Então logo após a floração ocorrer, remova as flores e as folhas que estiverem mortas.

E quanto as pseudobulbos velhos, deixe-os até secarem.

Pois, mesmo não tendo uma boa floração, eles fornecem alguns nutrientes que ajudam muito a planta.

E também contribuem para a floração seguinte de sua cymbidium.

Quando você conseguir retirar os pseudobulbos velhos sem nenhum esforço, então já está na hora de retirá-los.

[Grátis] E-book Os 7 Maiores Segredos Do Cultivo De Orquídeas

Como Cultivar a Orquídea Cymbidium

Orquídea-Cymbidium

Como dito anteriormente a cymbidium pode ser uma planta de fácil ou difícil cultivo.

Isso depende da região onde você a cultiva.

Pois ela é uma planta que gosta de climas frios ou amenos e não se adapta muito bem a climas mais quentes.

Quanto a iluminação, geralmente ela é verificada olhando-se nas cores de suas folhas.

Pois se a folha estiver em um tom de verde muito claro, chegando perto do amarelo, é poque ela está recebendo muito sol.

Já caso ela esteja com um verde-escuro, é porque está precisando de sol.

Temperatura Ideal

CymbidiumPumilum

A temperatura ideal é um dos maiores requisitos para aprender como cuidar de orquídeas cymbidium.

Pois esse fator é muito importante para a cymbidium.

Elas são muito mais resistentes ao frio do que as outras orquídeas.

Pois são capazes de aguentar temperaturas muito baixas por um pequeno período de tempo.

A temperatura ideal para ela está entre 18ºC e 24ºC durante o dia.

Já durante a noite, ela deve diminuir para de 10ºC a 16ºC.

Faça que se tenha uma diferença de ao menos -7ºC de temperatura do dia para noite.

Para que se tenha essa baixa de temperatura durante a noite, são recomendados algumas técnicas como:

  • Deixá-la exposto ao céu aberto, para sentir o frio da madrugada.
  • Regá-la com gelo ou água gelada durante a noite evitando que eles toquem nos bulbos.

Lembre-se, a orquídea cymbidium consegue sobreviver a temperaturas mais baixas, ela só deve estar protegida de geadas e também de chuvas.

Agora que você já tomou as devidas precauções com a temperatura de sua planta, vamos focar um pouco mais na luminosidade.

Lembre-se que temperatura e luminosidade são muito diferentes.

Pois não é necessário que o ambiente seja quente para que ele seja bem iluminado.

A luminosidade ideal, ocorre quando se coloca a planta em raios solares indiretos ou sob telas de sombreamento.

Dessa maneira você evita que as folhas se queimem.

Umidade Correta

Cymbidium_iridioides

A umidade, é um dos maiores problemas que os cultivadores iniciantes têm com suas orquídeas.

Isso ocorre, pois poucas pessoas estão dispostas a investir dinheiro em algum aparelho para medir a umidade do ar.

Mas felizmente existe uma maneira mais fácil de se fazer isso, que é pela internet.

Acesse o site clima tempo e busque pela sua cidade

Então você terá uma imagem como essa:

Umidade-cattleya

Agora basta ver a umidade de hoje.

Quanto a orquídea cymbidium, o ideal para ela é uma umidade de 40% a 60%.

OBS: você pode aumentar a umidade colocando uma vasilha com água perto de sua orquídea, mas não embaixo.

Lembre-se que uma boa circulação de ar também é essencial para a saúde de sua orquídea.

Melhor Substrato

Cymbidium_mastersii

As cymbidiums como a maioria das orquídeas, necessita de substratos para ter um bom desenvolvimento.

Para aqueles que cultivam sua cymbidium em vasos, é recomendado que ele seja uma mistura de plantas epífitas com húmus esterilizado e areia de rio.

Basicamente o que o seu substrato deve fazer é ser leve, poroso e manter um pouco a umidade.

Por isso, também pode ser:

  • Argila
  • Pedrinhas arredondadas
  • Casca de pinheiro
  • Fibra de coco
  • Pedra brita
  • Carvão
  • Casca de orquídeas

Caso você resolva usar a casca de orquídeas fina, saiba que a média é mais recomendada para cymbidiums menores de 15 cm.

Já a casca de orquídeas grossa é recomendada para orquídeas cymbidiums maiores que 15 cm.

Como Regar

Esse que é o fator que eu mais me preocupo quando o assunto é cuidar de orquídeas, a rega.

Regar-Cymbidium-

Isso porque, caso em excesso, vai trazer várias doenças e pode matar sua orquídea.

E caso você não a regue, ela vai ficar fraca.

Se você permanecer um longo período sem regá-las, elas poderão ficar até 2 anos sem florescer ou pode até morrer.

Então primeiramente vamos ver algumas dicas básicas.

Dicas Para Uma Rega Melhor

Se possível, use água de chuva para regar sua orquídea, além disso, não se esqueça de regá-la com água morna.

As raízes das cymbidiums são grossas e muito absorventes, por isso, a quantidade de regas a serem realizadas por semana é menor.

Então tenha muito cuidado para não exagerar e prejudicar sua planta.

Quantas Vezes Regar?

A quantidade de vezes que se rega uma planta depende de vários fatores.

Como, por exemplo:

  • Substrato
  • Umidade do ar
  • Temperatura

[Grátis] E-book Os 7 Maiores Segredos Do Cultivo De Orquídeas

Para ter uma rega bem-sucedida, você deve seguir as regras abaixo:

  • Regue com mais frequência durante os meses mais quentes.
  • Quando os pseudobulbos pararem de crescer, você deve reduzir a rega.

Quando-Regar

O ideal para sua orquídea cymbidium é regar quando o substrato estiver quase seco.

E para verificar isso, basta colocar o dedo a alguns centímetros no substrato e verificar se ainda está molhado.

Se sim, espere 1 dia e verifique novamente. Caso ele esteja quase seco, basta regar sua orquídea.

Normalmente o período de rega no verão é de 2 a 3 vezes por semana e já no inverno é 1 vez por semana.

Mas como dito anteriormente, isso depende de vários fatores e por isso o mais recomendado é que você verifique qual é o melhor período para sua cymbidium.

Rega Durante a Floração

  • Evite molhar as flores, pois caso a flor fique molhada ela pode ter infecções ou ataque de doenças. Por isso, regue apenas as folhas e as raízes.
  • Evite deixar sua orquídea secar completamente, as cymbidiums não gostam disso. O correto é deixá-las úmidas, mas nunca encharcadas.
  • Ao regar sua orquídea, faça isso de maneira abundante.

Adubação

cymbidium

Apesar de ser muito simples o processo de adubação, ele tem alguns perigos que se você não tomar cuidado podem atrapalhar sua orquídea.

Como já dito anteriormente a falta ou o excesso de adubos pode prejudicar a floração e esse é um erro muito comum.

Mas outro grande perigo que pode até matar sua orquídea, é sobre a adubação em uma orquídea seca.

Ou seja, quando você for adubar a sua planta, não se pode adubá-la se ela estiver completamente seca, pois o adubo pode queimar as raízes e as folhas dela.

O que vai prejudicar muito a sua planta.

Por isso, antes de adubar, verifique se sua planta está molhada/ úmida (não encharcada).

Como Adubar a Cymbidium

Agora vamos começar a falar melhor sobre a adubação da orquídea cymbidium.

Ela é uma orquídea que precisa mais de adubo do que a maioria das outras espécies, mas tome cuidado para não exagerar.

Uma dica que pode ajudar a gerar nutrientes para sua orquídea é não descartar os bulbos secos, pois eles têm nutrientes que são de grande valor para a cymbidium.

Se você é iniciante, saiba que existem dois tipos principais de adubação a orgânica ou natural e a inorgânica ou química.

Basicamente a orgânica utiliza fontes naturais para nutrir a planta e a inorgânica fontes produzidas pelo homem.

Normalmente a adubação inorgânica é mais fácil e eficaz para as orquídeas.

Mas deve-se tomar cuidado durante a adubação.

Qual Adubo Utilizar

Qual-adubo-utilizar

Caso você queira utilizar a adubação orgânica então, uma boa opção é utilizar farinha de osso e torta de mamona.

Na adubação inorgânica, basicamente você vai encontrar adubos conhecidos pela fórmula NPK.

Essa fórmula representa os três principais nutrientes que a grande maioria das plantas necessitam para seu desenvolvimento.

  • N – nitrogênio
  • P – fósforo
  • K – potássio

Para a cymbidium, existem várias formulações de adubos que podem ser utilizados para que ela se desenvolva bem.

Sendo melhor o uso de cada uma durante uma fase da orquídea.

Durante a floração, é melhor aumentar a quantidade de fósforo, assim, a fórmula mais recomendada é a NPK 10:30:20.

Após ela, o recomendado é que se utilize uma fórmula mais equilibrada, como o NPK 10 10 10 ou o NPK 20 20 20.

Em ambos casos adube a cada 2 semanas.

[Grátis] E-book Os 7 Maiores Segredos Do Cultivo De Orquídeas

Já durante o período de crescimento, é necessário que se aumente a quantidade de nitrogênio.

Fazendo assim a formulação ideal ficar NPK 30 10 10.

Ao escolher o adubo, não esqueça de que ele deve ser capaz de se dissolver na água, esse é um dos requisitos básicos dos adubos para orquídeas.

E quando for prepará-lo utilize em uma proporção 2x menor do que o recomendado na embalagem.

Por exemplo, se o que a embalagem diz é uma colher de chá para 2 litros de água.

Coloque uma colher de chá para 4 litros.

Combater Pragas e Doenças

Pragas-e-Doenças

Quando bem cultivado, a cymbidium é muito resistente a pragas e insetos.

Mas mesmo assim, é necessário ter um grande cuidado para que ela não acabe sendo infectada por doenças, ou insetos.

Uma das pragas que mais comuns nas orquídeas cymbidium é o ácaro vermelho.

Felizmente ele pode ser evitado facilmente, porque ele só vai atacar sua planta caso ela esteja em uma atmosfera seca.

Então o único cuidado necessário é com a umidade de seu ambiente.

Alguns outros problemas que sua cymbidium pode ter são.

  • Outros tipos de ácaros (podem ser evitados com plantas bem nutridas e lugares arejados)
  • Pulgões e cochinilhas (no artigo como cuidar de orquídeas você pode aprender a combatê-las)
  • Bactérias e fungos (não deixar em locais muito ruins: excesso de umidade, muito escuro ou claro, substrato ruim)

Como Replantar a Cymbidium

O replantio é extremamente necessário para que sua orquídea seja bem cultivada.

  • Com o crescimento de sua planta o vaso vai ficando mais apertado
  • Com o tempo, seus substratos vão ficando velhos

E nesses momentos se faz necessário o replantio de sua orquídea.

Normalmente a orquídea cymbidium precisa de replantio em média a cada 2 ou 3 anos.

Quando sua orquídea estiver muito grande, ela vai começar a sair do vaso ou ficar muito desajeitada nele.

E o substrato, quando estiver velho vai reter água em excesso ou não vai conseguir reter água.

Nesses casos, você pode trocá-la para um vaso maior ou dividir a planta.

Lembre-se que o melhor momento para se replantar uma orquídea, é 2 a 3 semanas após a floração.

Qual Vaso Utilizar

Vaso

 

É essencial saber escolher o melhor vaso para a sua cymbidium.

Isso porque um bom vaso, pode facilitar muito o seu cultivo.

E além disso, vai fazer sua orquídea ficar mais cheia de vida e com flores mais bonitas.

Os requisitos básicos que todo vaso deve ter para uma cymbidium são os seguintes:

  • Boa drenagem
  • Bom escoamento de água
  • Pequeno e alto

Por isso eu recomendo que se use um vaso de terracota.

Faça que ele fique apertado para sua cymbidium, porque elas gostam muito de vasos apertados.

Isso pois eles são melhores que os de plástico na maioria das vezes.

Ventilação Adequada

Ventilação-adequada

E por último vamos falar da ventilação.

Esse é o fator mais fácil e também pode ser considerado útil para todo tipo de orquídea.

Pois praticamente todas elas necessitam do mesmo tipo de ventilação, que é:

Uma corrente de ar mediana, com uma temperatura moderada.

Veja Também: Orquídeas Vanda

Conclusão – Orquídeas Cymbidium

Agora você já vai conseguir cultivar suas orquídeas cymbidium facilmente.

Basta seguir as dicas que foram ensinadas aqui e em pouco tempo sua orquídea estará te presenteando com lindas flores.

E se você gostou desse artigo, o compartilhe em suas redes sociais clicando em algum dos ícones abaixo.

Porque assim você nos ajuda a fazer o site crescer e a ter cada vez mais conteúdos de qualidade.

1 Comentário

  1. Direitos autorais das imagens
    Erythrostylum —- By Orchi (Self-photographed) [GFDL (http://www.gnu.org/copyleft/fdl.html) or CC-BY-SA-3.0 (http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/)], via Wikimedia Commons
    Pumilum —- By http://www.larsen-twins.dk, Attribution, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=543752
    Madidum —- By Orchi (Self-photographed) [GFDL (http://www.gnu.org/copyleft/fdl.html) or CC-BY-SA-3.0 (http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/)], via Wikimedia Commons
    Tracyanum —- I, KENPEI [GFDL (http://www.gnu.org/copyleft/fdl.html), CC-BY-SA-3.0 (http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/) or CC BY-SA 2.5-2.0-1.0 (https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.5-2.0-1.0)], via Wikimedia Commons
    Mastersii —- By Miss Drake (1803-1857) del. , G. Barclay sc. [Public domain], via Wikimedia Commons
    Hookerianum —- By Eric in SF (Own work) [CC BY-SA 3.0 (https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0) or GFDL (http://www.gnu.org/copyleft/fdl.html)], via Wikimedia Commons
    Erythrostylum —- By Orchi (Self-photographed) [GFDL (http://www.gnu.org/copyleft/fdl.html) or CC-BY-SA-3.0 (http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/)], via Wikimedia Commons
    Eburneum —- By Walter Hood Fitch (1817 – 1892), illustrator, Robert Warner (1814-1896) and Benjamin Samuel Williams (1822-1890), editors [Public domain], via Wikimedia Commons
    Pumylum —- By Taken by Fanghong (Own work) [GFDL (http://www.gnu.org/copyleft/fdl.html), CC-BY-SA-3.0 (http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/) or CC BY 2.5 (http://creativecommons.org/licenses/by/2.5)], via Wikimedia Commons
    Iridioides —- By Michael Wolf (Own work) [GFDL (http://www.gnu.org/copyleft/fdl.html) or CC BY-SA 3.0 (https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0)], via Wikimedia Commons

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *