Hastes Florais Das Orquídeas – Cortar ou Não Cortar?

Você compra uma orquídea e, ela já vem cheia de saúde e com diversas flores.

Mas o tempo passa…

As flores começam a cair e, as dúvidas começam a aparecer, sendo a mais comum:

“Será que devo ou não cortar a haste floral de minha orquídea?”

E, foi pensando nisso, que resolvi escrever este artigo.

Logo abaixo, eu não só vou te explicar quando você deve ou não cortar a haste floral de sua orquídea.

Também vou te ensinar algumas técnicas avançadas, que poucos cultivadores de orquídeas conhecem (uma delas, eu nunca tinha ouvido falar sobre, antes de pesquisar para escrever este texto).

O que é a Haste Floral de uma orquídea?

O primeiro passo é entender melhor o que é uma haste floral.

Por isso, saiba que de maneira simplificada, ela é uma estrutura que aparece em suas orquídeas e, com o passar do tempo vai crescendo e, nela vão aparecer as flores de sua plantinha.

Haste-Floral-orquidea

Elas podem ser de diversos tamanhos e, podem ser únicas ou múltiplas, dependendo da espécie de sua orquídea.

Por exemplo, a maioria das espécies de Phalaenopsis possui hastes únicas, mas, existem algumas variações que podem gerar mais hastes, como:

  • Phalaenopsis equestris
  • Phalaenopsis mini mark

Como Diferenciar Uma Nova Haste Floral de Uma Nova Raiz

Esta é uma dúvida muito comum, porque ambas as estruturas são muito parecidas quando jovens, mas existem algumas características das hastes florais que vão te ajudar a distingui-las das raízes:

  1. Hastes normalmente aparecem nas laterais da planta, entre as folhas.
  2. Seu topo parece uma luva
  3. São mais verdes que as raízes e, não brilham
  4. Se movem em direção a fonte de luz mais forte (caso você queira controlar para onde elas crescem, precisa utilizar o estaqueamento)
  5. Normalmente aparecem 1 ou 2 vezes ao ano.
Haste-floral-pequena

Veja como o topo da haste floral quando pequena se parece com uma luva

Enfim, Devo ou Não Cortar a Haste Floral de Uma Orquídea?

A resposta para esta dúvida é…

DEPENDE

Veja, o primeiro passo para tomar esta decisão é identificar se sua orquídea é uma Phalaenopsis.

Basicamente esta não é uma tarefa difícil, abaixo eu deixei a foto de algumas Phalaenopsis para que você veja se as flores de sua orquídea são parecidas.

Phalaenopsis-rosa Floração-phalaenopsis orquídea-phalaenopsis-violacea

Esta não é a maneira mais precisa de identificação, pois, a denphal pode ser confundida com a Phalaenopsis, mas acredito que só com essas fotos, você já consiga ter uma boa ideia de qual o gênero de sua orquídea.

Se sua orquídea não é uma Phalaenopsis, você vai cortar a haste floral de sua orquídea por completo, ou não vai cortar e vai deixá-la secar naturalmente.

Caso sua orquídea seja uma Phalaenopsis, você pode optar por cortar totalmente, parcialmente ou até mesmo não cortar a haste floral de sua orquídea.

DICA ESPECIAL:

Sempre utilize tesouras esterilizadas na hora de podar sua orquídea. Para esterilizar sua tesoura, basta colocar a parte de metal no fogo durante um curto período de tempo, você pode utilizar o seu fogão para isso.

Quando Cortar Totalmente a Haste Floral

Independente da espécie que você cultiva, sua orquídea gasta muita energia para produzir flores e, para manter suas hastes florais. É por esta grande necessidade de energia e saúde que fazer uma orquídea florir, muitas vezes é um grande desafio para um iniciante.

Por isso, se:

  • Sua planta está fraca
  • Sua planta está desidratada
  • Sua planta está doente
  • Você quer guardar a energia de sua orquídea para futuras florações

Você vai cortar a haste floral por completo.

Quando Cortar Parcialmente a Haste Floral

Essa é uma técnica que só funciona para as Phalaenopsis, nesse caso você vai cortar a sua haste floral cerca de 2 a 4cm acima do terceiro nó.

Se você não consegue identificar o que é um “nó” na sua orquídea, veja a imagem abaixo.

No

Ao fazer isso, sua orquídea pode:

  • Gerar keikis
  • Gerar uma nova floração (menor e menos numerosa que a anterior)
  • Simplesmente secar as hastes

A nova floração pode demorar de 8 a 12 semanas para aparecer.

Quando Não Cortar a Haste Floral

Aqui você não precisa fazer nada, pois, a haste vai secar com o passar do tempo, então vai quebrar e cair de sua orquídea. Esta é uma boa opção para quem gosta de um cultivo mais natural.

O problema é que ao quebrar, ela pode deixar um machucado e, esse machucado pode deixar sua orquídea exposta a pragas e doenças, como cochonilhas.

Quando isso acontecer, passe canela em pó no machucado.

DICA ESPECIAL:

No caso das Phalaenopsis, você pode não cortar a haste para conseguir keikis em sua orquídea. Para aumentar suas chances de sucesso, além de não cortar a haste, você também deve jogar canela em pó nos substratos.

Dúvidas Comuns

A haste floral de minha orquídea quebrou, e agora?

Não precisa se preocupar, em pouco tempo já vai nascer outra.

Minha orquídea não floresce, o que devo fazer?

Você precisa melhorar o seu cultivo e, para fazer isso, recomendo que baixe o nosso guia gratuito sobre os 7 maiores segredos do cultivo de orquídeas, basta clicar no botão verde logo abaixo.

[shortcoder]

É possível utilizar a haste de uma orquídea para multiplicá-la?

Acredito que não.

Durante a minha pesquisa, vi respostas diferentes para esta pergunta.

Algumas pessoas diziam que apenas é possível fazer com que a haste que caiu gere flores colocando-a em um pote de água, mas ela não se transforma em uma orquídea.

Já outras afirmavam que sim, é possível multiplicar sua orquídea através da haste floral. Abaixo está uma breve descrição de como esse procedimento deve ser feito, segundo as fontes de minha pesquisa.

Slide1

Slide2

  1. Garrafão;
  2. Dê um corte vertical e depois dois cortes horizontais para fazer uma abertura onde será introduzida a haste floral ou pseudobulbo.
  3. Introduza no garrafão uns dois dedos de brita (pedra utilizada na construção civil);
  4. Coloque água até quase cobrir a brita;
  5. Introduza a haste floral ou pseudobulbo no recipiente de forma que a ponta fique mergulhada na água.

Fonte: Apredendo Com As Orquídeas

Conclusão

A partir de agora, você já tem tudo o que precisa para tomar a decisão se corta totalmente, parcialmente ou se mantém a haste floral em sua orquídea.

Esse é um conhecimento essencial e que vai te ajudar muito.

Se você quiser conhecer mais um conhecimento que considero essencial que todo cultivador saiba, leia o artigo sobre manchas nas folhas das orquídeas.

E, se você gostou deste texto, nos ajude a chegar a mais pessoas, clique nos ícones abaixo e, compartilhe este texto em suas redes sociais.

Qualquer dúvida, deixe seu comentário abaixo 😀

Deixe Seu Comentário 👇