Orquídea Vanda – Como Cuidar e Fazer Florir (7 Passos)

Vanda-coerulea-vanda-azul

Se você deseja aprender a cuidar da maneira correta de sua orquídea Vanda e, ainda aprender curiosidades sobre ela que vão te impressionar, continue lendo.

Neste artigo completo e atualizado, vou abordar o passo a passo para fazê-la florir e também responder as principais dúvidas de quem possui uma Vanda.

Lembre-se, esse gênero é muito famoso por alguns motivos:

  1. Suas espécies possuem flores lindas;
  2. É simples de se cultivar;
  3. Pode ser pendurada em vários locais;
  4. Pode florir até 3x ao ano.
  5. E muito mais

Como Cuidar Da Orquídea Vanda

Orquídea-vanda

As orquídeas do gênero Vanda são em sua maioria considerados de fácil cultivo.

Por isso, se você está pensando em ter a sua primeira orquídea, e não sabe qual escolher, elas podem ser uma ótima opção.

Mas, lembre-se, a orquídea Vanda é uma planta grande, por isso, você precisa ter um bom espaço para cultivá-la, especialmente se for dentro de sua casa.

Abaixo estão os 7 passos que você precisa seguir para cuidar dessa orquídea:

  1. Regar quando a raiz estiver acinzentada
  2. Deixe em temperaturas medianas, não sendo muito frio, nem muito quente
  3. Adube em média a cada 7 dias
  4. Plante-a em árvores ou a deixe pendurada
  5. Não utilize substratos
  6. Não borrife água nos botões florais
  7. Evite fazer o replantio

Abaixo vamos detalhar cada um destes passos, para que seu cultivo seja o melhor possível.

Aprenda a Fazer Suas Orquídeas Florirem Muito Todos os Anos (Passo a Passo) ➜ SIM, QUERO APRENDER

1º Como e Quando Regar a Orquídea Vanda

Vanda-avermelhada

Regar a Vanda é muito simples e dificilmente você terá dificuldades com isso.

Basicamente, você deve molhá-la pelas raízes no período da manhã sempre que as raízes ficarem com uma coloração acinzentada, para isso, utilize um borrifador ou uma mangueira e molhe até as raízes ficarem verdes.

Essa mudança de cor, é causada pelo Velame, uma estrutura esponjosa que fica nas raízes das orquídeas epífitas.

Quantas vezes por dia se deve regar

A melhor forma de se descobrir isso é verificando a cor das raízes, como já ensinado acima.

Mas, outra opção é seguir as dicas abaixo:

  • Dias mais quentes (30ºC +) regar 2 vezes;
  • Dias normais (12ºC – 30ºC) regar 1 vez;
  • Dias frios (12ºC -) regar 0 vezes.

Caso aconteçam vários dias com a temperatura menor que 12ºC, regue dia sim, dia não.

Durante os dias de calor, também aumente a umidade, colocando uma toalha molhada ou um prato raso com água e pedras perto de sua orquídea (nunca embaixo).

Umidade do ar

Vanda-azul

Você pode facilmente verificar a umidade de sua região através de sites de previsão do tempo.

O recomendado para a Vanda é uma umidade entre 70% a 80%.

Além disso, elas nos dão alguns sinais quando estão recebendo pouca umidade.

  1. Se estiverem com raízes muito curtas e com um bom desenvolvimento, elas estão com a umidade adequada.
  2. Raízes muito longas ou em excesso, estão com pouca umidade, pois, utilizam essa grande quantidade de raízes para buscar umidade.
  3. Além desses sinais, elas também vão começar a perder as folhas próximas as raízes.

Já o sinal de excesso de umidade costuma ser a podridão negra, por isso, tome muito cuidado tanto com o excesso, quanto com a falta de umidade.

2º Temperatura ideal

Vanda-com-várias-flores

Em relação à temperatura, elas gostam de um clima quente e uma boa luminosidade.

Isso é essencial para que você obtenha uma boa floração.

Muitos dizem que a Canda não deve tomar sol, mas atenção ela não pode tomar sol direto.

Ela consegue aguentar temperaturas de 12ºC a 40ºC.

Sendo o seu ideal:

  1. 15ºC a 21ºC durante a noite
  2. 24ºC a 39ºC durante o dia

Quando a temperatura passar de 30ºC, aumente a umidade do local.

Já caso ela esteja em 15ºC ou menos, saiba que sua planta pode ficar em estado de repouso por alguns meses, ou seja, não vai crescer e nem mesmo florir por um bom tempo.

3º Adubar Corretamente

Vanda-florida

Na natureza, as orquídeas retiram suas energias dos materiais orgânicos em decomposição.

Mas no cultivo caseiro, isto não é mais possível.

Por esse motivo e, pelo grande crescimento dessa orquídea, a Vanda requer muito adubo.

Siga as dicas abaixo para adubar corretamente essa orquídea:

  1. O melhor adubo para as Orquídeas Vanda é um que possua um maior teor de fósforo e que seja aplicado nas raízes, por exemplo o NPK 15 30 20.
  2. A adubação deve ser feita em média a cada 7 dias se a temperatura média estiver maior que 18ºC e, caso a temperatura esteja abaixo, a cada 2 semanas (especialmente no inverno).
  3. Ao se adubar, escolha adubar no período em que o sol estiver mais fraco, sendo no início da manhã ou no final da tarde.
  4. Elas também podem ser adubadas no período da floração, o único cuidado que você deve ter é o de não atingir as suas flores.
Acesse Nosso Guia Gratuito Sobre o Cultivo de Orquídeas:

Clique no botão verde logo abaixo e conheça Os 7 Maiores Segredos do Cultivo de Orquídeas.

➜ SIM, QUERO BAIXAR O MEU GUIA DE CULTIVO

4º Onde Plantá-la

Várais-orquídeas-vanda

Esta é uma espécie de orquídea que vive pendurada em árvores na natureza.

Por isso, lembre-se.

As melhores opções para se plantar sua orquídea Vanda são em árvores ou deixá-la pendurada em cachepots ou troncos.

Além do fácil cultivo e a liberdade para sua orquídea, uma das maiores vantagens de se cultivá-la em um cachepot é a de tornar sua Vanda mais resistente a doenças e bactérias.

Lembre-se que o tamanho do cachepot não precisa ser muito grande, deixe um espaço para o crescimento.

Mas não exagere.

Como Fixá-la no Cachepot

Cachepot

Quando você colocar sua orquídea no cachepô, ela não vai conseguir se prender automaticamente a ele.

Por isso, faça o seguinte:

Coloque um fio ou algumas cordas a segurando, para que ela se mantenha em pé.

Para plantá-la em uma árvore, faça a mesma coisa.

Em vasos, basta colocar sua vanda deixá-la pendurada.

5º Porque Não Utilizar Substratos na Orquídea Vanda

Vanda-pendurada

A Vanda normalmente fica pendurada em algum local, com suas raízes livres para crescerem.

A utilização do substrato para essas orquídeas, pode atrapalhar o crescimento de suas raízes, o que será prejudicial para seu cultivo.

Mas, existem excessões.

Você pode utilizar substratos em sua Vanda nas seguintes ocasiões:

  1. Sendo algo temporário, por exemplo, colocando-a em um vaso com substratos para levá-la a uma exposição de orquídeas
  2. Quando são jovens
  3. Utilizar o substrato para ajudá-la a se fixar na árvore ou no cachepot

6º O Que Fazer Durante a Floração

Vanda-rosa

Assim como as Phalaenopsis e algumas Cattleyas, a Vanda pode florir várias vezes ao ano.

Por isso, suas florações são um dos motivos que mais atraem cultivadores.

Com florações que podem durar de 30 a 60 dias, é possível encontrar flores das mais diversas cores nas orquídeas Vanda, como branco, amarelo, castanho, vinho, escarlate, laranja, rosa e até mesmo o azul.

Características Das Flores

Vanda_denisoniana

Conhecido como um dos 5 gêneros mais importantes entre as orquídeas, abaixo estão algumas características das flores da orquídea Vanda:

  1. Quantidade de hastes florais: Pode chegar a ter até 3 hastes florais
  2. Quantidade de flores: gera de 10 a 20 flores e suas flores depois de abertas continuam a crescer. Para perceber isso, basta ver que as flores velhas são um pouco maiores do as flores novas.
  3. Evolução com o tempo: além de seu tamanho, a quantidade de flores que a orquídea vanda nos presenteia, aumenta conforme a sua idade. As primeiras floradas terão uma quantidade menor de flores, cerca de 5 a 9, mas com o passar dos anos esse número vai aumentando.
  4. Variedade das flores: Algumas espécies tem flores menores do que 1 cm, enquanto outras, as flores passam de 14 cm. Por exemplo, as flores da vanda tricolor têm cerca de 7,5 centímetros.
  5. Tamanho: Algumas flores podem ser muito pequenas enquanto outras muito grandes, isso vai depender de sua espécie.

Veja abaixo alguns cuidados que você deve ter para que sua vanda floresça com saúde.

Dicas para melhorar a floração

Flores-vanda

Primeiramente, se sua orquídea Vanda não está florindo, pode ser porque seu cultivo está errado, ou sua planta é muito nova.

Existem alguns cuidados que você deve ter com sua orquídea para que a floração ocorra com sucesso:

Especialmente evitar os 3 erros abaixo:

  1. Pouca água
  2. Falta de luminosidade (mais comum)
  3. Falta de adubação.

Lembrando que além desses 3 erros, também existem outros.

Por isso é extremamente importante tomar cuidado na hora de cuidar de suas orquídeas vanda.

Veja:

Tome cuidado com os novos botões e com as flores, evite borrifá-los com adubo ou água.

Outro problema muito sério é o excesso de água, que pode trazer doenças nas raízes.

7º Quando Realizar o Replantio

Orquídea-Vanda-pendurada

Não é necessário replantar a sua orquídea Vanda desde que ela tenha sido:

  • Pendurada em algum local
  • Fixada em uma árvore

Caso você faça o replantio, uma dúvida muito comum é se pode cortar as raízes da vanda.

Saiba que você deve cortar apenas as raízes mortas de sua Vanda, esses tipos de raízes são secas e possuem um tom mais acinzentado. Enquanto as raízes saudáveis, que não devem ser cortadas, são mais esverdeadas.

Outra opção é a multiplicação da sua planta.

Nesse caso, você vai dividir a sua Vanda em 2 para que você se tenha uma nova orquídea idêntica a sua.

Para aprender a fazer a multiplicação, veja o vídeo abaixo:

A multiplicação deve ser feita durante o período de crescimento de sua Vanda, ou seja, quando ela está gerando novas raízes.

Aprenda a Fazer Suas Orquídeas Florirem Muito Todos os Anos (Passo a Passo) ➜ SIM, QUERO APRENDER

Como Detectar e Evitar Problemas

Problemas-em-vandas-Infográfico

Abaixo eu separei algumas dúvidas comuns sobre esta espécie de orquídea.

Se você tiver qualquer outra dúvida, deixe-a nos comentários que eu vou tentar respondê-la o mais rápido possível.

Orquídea vanda perdendo folhas, o que pode ser?

Sua vanda se identifica com o seguinte problema?

  • Perdendo cerca de 2 folhas por ano
  • As folhas amarelam e depois caem

Se você respondeu sim, não se preocupe.

Isto é normal em orquídeas mais velhas, pois essas folhas apenas estão sendo “descartadas”.

Mas se esse número for bem maior, como por exemplo, 2 folhas ou mais por mês, abaixo estão os possíveis motivos:

  1. Falta de rega
  2. Dano pelo frio

Por isso, tome cuidado na hora de escolher o local onde sua vanda vai ficar e também busque regá-la sempre que necessário.

Vanda com raízes secas?

Se as raízes de sua vanda estão secando, provavelmente o motivo é que você está adubando em excesso e desse modo acabou queimando suas raízes.

Por isso, tome cuidado para não exagerar na hora de adubar as sua vanda.

Mas também existem vários outros motivos possíveis, como pragas ou falta de rega, mas a adubação em excesso é o motivo mais comum.

Folhas Amareladas

Existem vários motivos para uma vanda ficar com folhas amareladas, veja abaixo quais são os principais.

  1. Planta ficando velha (folhas velhas ficam amarelas e caem)
  2. Excesso de iluminação (futuramente elas ficam queimadas)
  3. Planta estressada (mudou de lugar ou foi replantada recentemente)
  4. Rega em excesso (as raízes vão ficar cinzas, amolecidas e com cheiro de mofo)

Basta verificar se sua planta se encaixa em uma dessas categorias

Como Salvar a Orquídea Vanda?

Se sua vanda está morrendo, siga o passo a passo abaixo para que você consiga recuperá-la.

  1. Descubra o que fez sua orquídea ficar debilitada
  2. No caso de fungos ou bactérias, separe sua planta das demais e tente combatê-las.
  3. Agora caso seja excesso ou falta de algo como água ou adubo, busque aos poucos ir aumentando ou diminuindo esses fatores.

Esse é um processo resumido sobre o que você deve fazer para salvar sua vanda.

A Vanda é Uma Orquídea Aérea?

Sim, como essa é uma planta que normalmente fica pendurada em árvores, ela pode ser considerada uma orquídea aérea ou epífita.

Desse modo, saiba que ela não pode ser plantada na terra.

Espécies de Vanda

Atualmente existem 81 espécies no gênero das orquídeas Vanda, mas algumas se destacam por serem mais famosas ou facilmente encontrada em orquidários.

Abaixo estão algumas das espécies mais famosas do gênero Vanda:

  • Vanda coerulea
  • Vanda cristata
  • Vanda denisoniana
  • Vanda lamellata
  • Vanda tricolor
  • Vanda teres

Agora vamos falar um pouco mais sobre cada uma dessas espécies:

Vanda coerulea

Vanda-coerulea

Esta é a famosa Vanda Azul, ela é encontrada principalmente na Ásia, sendo considerada uma orquídea de fácil cultivo.

Hoje, ela é utilizada no mundo inteiro para a criação de híbridos de orquídeas e, suas florações geram de 15 a 30 flores.

Para saber mais, acesse nosso artigo completo sobre a Vanda Azul.

Vanda cristata

Vanda-cristata

A Vanda cristata é uma orquídea natural de vários países da Ásia.

Esta é uma espécie de pequeno porte que pode ser encontrada em altitudes entre 600 a 2300 metros, sempre em cima de árvores.

Vivendo em locais com temperaturas médias ou frias, sua floração normalmente ocorre na primavera e gera de 2 a 6 flores pequenas.

Uma curiosidade, é que ela também pode ser chamada como Trudelia cristata.

Vanda denisoniana

Vanda-denisoniana

A vanda denisoniana é uma espécie que pode ser encontrada especialmente na China.

Seu nome é em homenagem a Denison Londesborough.

Muito conhecida especialmente pelas suas flores amarelas, esta é uma anda que gosta de uma boa iluminação, mas sempre indireta (sombreamento de 50% a 70%).

Já sua floração tem as seguintes características:

  • Ocorre entre a primavera e o verão
  • Suas flores duram de 25 a 30 dias
  • Suas flores são perfumadas

Vanda lamellata

Vanda-lamellata

Descrita no ano de 1838 por John Lindley.

Seu nome significa “pequena lâmina” devido as suas flores (mais especificamente ao seu labelo).

Esta é uma orquídea epífita que pode ser encontrada especialmente em florestas litorâneas em altitudes que podem chegar até 300 metros.

Suas folhas são grossas e suculentas.

Já sua floração, pode gerar até 25 flores que duram em média 1 mês.

Vanda tricolor

Vanda-tricolor-1

A vanda tricolor pode ser encontrada na grande maioria dos orquidários brasileiros. Ao cultivá-la forneça uma temperatura um pouco mais quente e uma umidade entre 65% a 80%.

Além disso, saiba que ela floresce mais de uma vez ao ano, podendo ter de 6 a 15 flores, dependendo sua variedade.

Em ambos os casos, você vai conseguir flores perfumadas e duradouras (30 dias).

Vanda teres

Papilionanthe-teres-ou-vanda-teres

A vanda teres é provavelmente a planta mais polêmica entre as espécies citadas neste artigo.

Isso porque, atualmente ela é classificada como Papilionanthe teres, mas vários orquidófilos não aceitam isso.

Esta é uma planta de médio porte, que pode ser facilmente cultivada, mas seu caule pode chegar até 2 metros.

Considerada de fácil cultivo, ela gera pequenas flores perfumadas.

Para cultivá-la, siga essas dicas:

  1. Forneça muito luminosidade
  2. Coloque-a em um local com temperatura média
  3. Coloque um tutor para apoiá-la.

Curiosidades Sobre a Orquídea Vanda

Infográfico-Curiosidades-sobre-a-orquídea-vanda

Vanda é um gênero de orquídeas composto por 81 espécies, sendo a maioria epífita e comumente encontradas à venda em orquidários. As espécies são monopodiais (crescem verticalmente) e, em alguns casos alcançam até 2 metros de altura.

Elas são originárias da Ásia oriental, encontradas nos mais diversos locais como:

  1. Montanhas do Himalaia;
  2. Índia;
  3. Filipinas;
  4. China até o norte da Austrália.

Seu habitat são locais parecidos com os mangues, onde:

  1. A umidade é muito alta;
  2. Ficam penduradas em árvores;
  3. Ficam protegidas da luz solar direta.

O comércio ocorre principalmente na Tailândia, onde essa orquídea é um dos maiores produtos de exportação do país.

Além da Tailândia, os outros países que mais se destacam em relação à exportação dessa orquídea são:

  • Estados Unidos;
  • África do Sul (Durban).

Gostou deste artigo? Então o compartilhe com seus amigos e deixe um comentário abaixo falando um pouco da sua história com a orquídea Vanda.

55 Comentários

  1. Inez de Oliveira 20 de julho de 2021
  2. Andréa Amaral 7 de junho de 2021
    • Thiago Ferreira 8 de junho de 2021
  3. cleusa ferro otsuka 3 de maio de 2021
    • Thiago Ferreira 1 de junho de 2021
  4. DENISE DE OLIVEIRA CARNEIRO 24 de janeiro de 2021
    • Thiago Ferreira 28 de janeiro de 2021
  5. Joana Neves 26 de setembro de 2020
    • Thiago Ferreira 1 de junho de 2021
  6. Vaste 22 de setembro de 2020
  7. Luciana 17 de setembro de 2020
    • Thiago Ferreira 1 de junho de 2021
  8. Cleunice Ferreira Souza 18 de junho de 2020
    • Thiago Ferreira 1 de junho de 2021
  9. Fabiana Ferreira 18 de junho de 2020
    • Thiago Ferreira 1 de junho de 2021
  10. Estela Carvalho 9 de junho de 2020
    • Thiago Ferreira 1 de junho de 2021
  11. Aurea Maranduba 2 de junho de 2020
  12. silvia cristal 21 de maio de 2020
    • Thiago Ferreira 1 de junho de 2021
  13. maria luiza villafort 19 de maio de 2020
    • Thiago Ferreira 1 de junho de 2021
  14. Teodoro Cruz 6 de fevereiro de 2020
    • Thiago Ferreira 6 de fevereiro de 2020
  15. Oswaldo Yadnak 23 de dezembro de 2019
    • Thiago Ferreira 23 de dezembro de 2019
  16. Márcia Castilho de Sales 13 de dezembro de 2019
    • Thiago Ferreira 1 de junho de 2021
  17. Renata 5 de dezembro de 2019
    • Thiago Ferreira 9 de dezembro de 2019
  18. Cláudia 6 de novembro de 2019
  19. Gentil Benedito dos Santos 5 de agosto de 2019
    • Thiago Ferreira 5 de agosto de 2019
  20. Daiane 15 de abril de 2019
  21. Luciana 8 de abril de 2019
  22. Gabriela Marino Rodrigues 10 de março de 2019
    • Thiago Ferreira 12 de março de 2019
  23. Nilton 27 de fevereiro de 2019
    • Thiago Ferreira 27 de fevereiro de 2019
  24. Erica 1 de fevereiro de 2019
    • Thiago Ferreira 4 de fevereiro de 2019
    • Francisco Dahmen 3 de abril de 2019
  25. Luiz 10 de outubro de 2018
  26. Juan Pablo Heller 17 de setembro de 2018
    • Thiago Ferreira 17 de setembro de 2018
      • Sabrina 19 de abril de 2019
      • Thiago Ferreira 22 de abril de 2019
  27. Thiago Ferreira 12 de março de 2018

Deixe Seu Comentário 👇