As 7 Orquídeas Mais Raras Do Mundo e Suas Características

Você sabe quais são as orquídeas mais raras do mundo, onde elas vivem e qual é a aparência delas?

Com mais de 35000 espécies e 1800 gêneros a família orchidaceae é a maior família de plantas com flores no mundo.

Além disso, as orquídeas estão em quase todos os continentes e se adaptam aos mais diversos climas e locais do globo terrestre.

Nesse artigo eu vou tentar responder quais são as orquídeas mais raras do mundo e também mostrar algumas fotos delas para você.

OBS: podem existir outras que se encaixariam nessa lista, mas durante a minha pesquisa foram essas 7 espécies que mais me chamaram atenção devido a sua raridade.

Além disso, saiba que a lista abaixo não é uma classificação, ou seja, a primeira orquídea não necessariamente é mais rara que a sétima.

Então vamos começar:

1ª Fredclarkeara After Dark

Fredclarkeara-After-Dark

Essa orquídea é uma híbrida que se obtém com o cruzamento das espécies Catasetum, Clowesia e Mormodes.

A sua grande raridade vem por causa de suas flores de cor negra, o que só foi possível obter depois de vários cruzamentos.

Essa é uma planta muito fácil de crescer, desde que você siga a risca todas as suas regras de cultivo.

Ao florescer, essas flores vão durar em média de 6 a 7 semanas, podendo ter até 22 flores em cada pseudobulbo maduro.

Mas esse número incrível de flores só vai ocorrer se você utilizar a técnica de redução de rega, ensinada no artigo orquídeas dendrobium.

Apesar de sua dificuldade de obtenção com cruzamentos, você pode comprar uma fredclarkeara after dark, mas o preço não é muito amigável.

2ª Paphiopedilum Rothschildianum

Paphiopedilum_rothschildianum

Essa pode ser considerada uma das mais raras orquídeas desse top 10, ou talvez a mais rara.

Em 1998, Phillip Cribb em The Genus Paphiopediulum descreveu a paphiopedilum rothschildianum assim “indiscutivelmente a mais bonita do gênero”.

Ela é uma orquídea que só cresce no Monte Kinabalu, sendo descoberta no ano de 1887, mas essa informação ficou escondida das pessoas.

Em 1950 a sua localização foi descoberta o que provocou uma “grande colheita” dessas orquídeas.

Sendo então extintas devido aos orquidófilos que as retiravam de seu habitat.

Já em 1979 ela foi novamente redescoberta agora em outra área do parque kinabalu, sendo na época um local protegido, mas em pouco tempo perdeu essa característica.

[Grátis] E-book Os 7 Maiores Segredos Do Cultivo De Orquídeas

E por isso várias dessas orquídeas sofreram com a agricultura, a exploração madeireira, entre outras coisas.

Já 1980, teve uma tentativa de aumentar a população dessas orquídeas, mas infelizmente houve uma queimada (não sei se foi criminosa).

Isso causou um triste desfecho para a tentativa de reintroduzir essas orquídeas.

Atualmente existem apenas 3 locais no monte kinabalu onde essas orquídeas aparecem.

As que estão dentro do parque kinabalu estão protegidas, mas infelizmente elas não estão totalmente seguras.

Em seu livro Phillip Cribb fala que:

collectors could practically exterminate both populations in a relatively short time Phillip Cribb”

Ou seja, os colecionadores poderiam praticamente exterminar todas as populações da orquídea paphiopedilum rothschildianum em um curto período de tempo.

Para saber mais sobre essa orquídea rara:

O Que Podemos Aprender Com A Paphiopedilum Rothschildianum

Infelizmente o tráfico de orquídeas e de outras plantas silvestres ocorre em todas as partes do Brasil.

E essa história nos mostra o que acontece quando se retira orquídeas de seu habitat natural.

Já foram feitas operações combatendo o trafico de orquídeas no Brasil.

Mas só vamos acabar com isso com a contribuição de todos, por isso, se você quer uma nova orquídea, siga essas duas regras:

  • Nunca retirar as orquídeas de seu habitat natural.
  • Comprar apenas orquídeas de locais confiáveis, onde se sabe o procedente da orquídea.

Para entender melhor sobre o quão grande é esse problema, veja esse artigo publicado pelo site da onu.

3ª Dendrophylax Lindenii

Dendrophylax_lindenii

Também conhecida como orquídea fantasma, a dendrophylax lindenii é originária do sudeste da Flórida e de Cuba e especialmente da bacia do Caribe.

O preocupante é que essa orquídea está sendo extinta.

Isso porque diferente da maioria das outras orquídeas, a orquídea fantasma não se adapta muito bem a outros locais fora de seu habitat.

Além disso, existem muitos outros fatores, como ela ser uma orquídea mais fraca, ser de difícil reprodução, entre outros.

Recomendado Para Você:

Seu cultivo é extremamente difícil tendo poucos casos de sucesso no mundo inteiro.

Devido ao seu perigo de extinção ela é protegida no estado da Flórida.

Ela foi descoberta em 1844 por Jean Jules Linden em Cuba.

Elas crescem em regiões bastante abafadas e molhadas, sendo plantas epífitas com o crescimento monopodial.

Suas folhas são bem grandes e tem um cheiro de maçã.

A sua grande diferença das outras orquídeas é a sua falta de cor e por isso o nome de orquídea fantasma.

Uma curiosidade é que ela já inspirou um livro que virou um filme, o ladrão de orquídeas.

Para saber mais sobre essa que é uma das orquídeas mais raras do mundo, acesse os links abaixo:

4ª Shenzhen Nongke

Shenzhen-Nongke

Essa é uma das flores mais caras do mundo e também a orquídea mais cara do mundo.

Chegando a custar cerca de U$$ 202,000 que convertendo para reais chega a R$ 710.640,22 reais por exemplar.

Esse preço se deve a grande diferença dela para as outras orquídeas.

Essa orquídea foi criada em um laboratório pela empresa Shenzhen Nongke Group Limited.

Ela levou oito anos para ser desenvolvida, após isso ela foi vendida em um leilão.

OBS: eu foi no site dessa empresa, mas infelizmente não consegui encontrar nenhuma informação sobre essa orquídea.

5ª Plantanthera Azoica

Platanthera_azorica

Conhecida pelo seu nome popular “a orquídea borboleta de Hochstetter”, a phantanthera azorica é sem dúvida uma das orquídeas mais raras da Europa.

Ela foi redescoberta em 2013 na ilha de São Jorge bela botânica Mônica Moura depois de ficar mais de 170 anos desaparecida.

Até agora só foram descobertos 250 exemplares da plantanthera azoica sendo que todos eles estão no Pico da Esperança na Ilha de São Jorge.

Se você quiser ler toda a história da descoberta dela e também de outras duas espécies do gênero plantanthera azorica quase tão raras quanto ela, acesse esse artigo.

6ª Telipogon Diabolicus

Telipogon_diabolicus

Agora vamos falar sobre essa orquídea extremamente rara, a telipogon diabolicus.

Ela é considerada uma das orquídeas mais raras do mundo por que só existe em um único lugar.

Entre Putumayo e Nariño no Sul da Colômbia, sendo encontrados apenas 30 exemplares dessa planta.

E devido ao número extremamente baixo de exemplares que essa orquídea tem.

Ela foi classificada como criticamente ameaçada pela União Internacional Para a Conservação da Natureza.

Já o seu nome é porque seu gynostemium parece muito com uma cabeça diabólica.

Veja Também: Orquídeas Terrestres

7ª Coleman’s Coralroot

Chegamos a ultima orquídea de nossa lista, coleman’s coralroot.

Ela é encontrada apenas em 3 locais.

  • Ilhas Sky do Estado do Arizona (EUA).
  • Montanhas Dragoon
  • Santa Rita (EUA)

Essa orquídea está seriamente emaçada de extinção, especialmente devido aos impactos da agricultura.

Sendo uma das plantas mais raras da terra, a coleman’s coralroot não possui:

  • Folhas
  • Raízes
  • E não faz fotossintese

Ela se nutre através de fungos e de hospedeiros que ficam nela.

Devido a isso, ela é facilmente ameaçada por quase qualquer fator que atrapalhem o ambiente que ela vive.

“A orquídea fica a maior parte de sua vida sendo subterrânea, colocando brotos de florescimento apenas quando as condições ambientais estão corretas. Em qualquer ano, há muito menos de 200 das flores acima do solo em todas as populações combinadas. Biologicaldiversity.org(inglês)

Conclusão – As Orquídeas Mais Raras Do Mundo

Essas foram as 7 orquídeas mais raras do mundo.

Espero que esse artigo possa ter matado a sua dúvida sobre as orquídeas e principalmente te informado sobre o problema do tráfico de orquídeas no Brasil e no mundo.

Por favor, nos ajude a atingir mais cultivadores de orquídeas para que eles saibam desse problema.

Compartilhe esse ou o artigo da ONU com seus amigos ou conhecidos que gostam de orquídeas.

Espero sua contribuição 🙂

OBS: para compartilhar esse artigo, clique em alguns dos ícones abaixo.

 

1 Comentário

  1. Direitos autorais das imagens
    Fredclarkeara After Dark —- https://www.flickr.com/photos/onihisho/11908145376, https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0/
    Paphiopedilum Rothschildianum —- By Orchi (Self-photographed) [GFDL (http://www.gnu.org/copyleft/fdl.html) or CC-BY-SA-3.0 (http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/)], via Wikimedia Commons
    Dendrophylax Lindenii —- By NC Orchid from North Carolina, USA (x – Ghost Orchid) [CC BY 2.0 (http://creativecommons.org/licenses/by/2.0)], via Wikimedia Commons
    Shenzhen Nongke —- https://www.mnn.com/your-home/organic-farming-gardening/stories/7-of-the-most-expensive-flowers-in-the-world
    Plantanthera Azoica —- By Bateman et al (https://dx.doi.org/10.7717/peerj.218) [CC BY 1.0 (http://creativecommons.org/licenses/by/1.0) or CC BY 3.0 (http://creativecommons.org/licenses/by/3.0)], via Wikimedia Commons
    Telipogon diabolicus —- By Emmanuel Laverde (Own work) [CC BY-SA 4.0 (https://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0)], via Wikimedia Commons

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *