Dendrobium Kingianum – Como Cuidar e Florir (Passo a Passo)

A dendrobium kingianum é uma das orquídeas mais curiosas do gênero dendrobium.

Descoberta no ano de 1844 por John Carne Bidwill, um botânico inglês, atualmente essa orquídea está presente na casa de milhares de orquidófilos.

Nesse artigo, você vai aprender um pouco mais sobre as características, curiosidades e como cultivar essa orquídea.

Sobre

Dendrobium-Kingianum

A dendrobium kingianum é uma planta nativa apenas da Austrália, sendo uma das plantas mais populares deste país.

Algumas características e curiosidades interessantes sobre ela são:

  1. Na natureza, é encontrada principalmente sobre pedras (rupícola), mas em alguns casos, também é encontrada sobre árvores (epífita) e, raramente sobre a terra (terrestre)
  2. Habita em regiões que variam do nível do mar, até 1000 metros de altitude.
  3. Seu nome é uma homenagem ao terceiro governador de New South Wales, Philip Gidley King.

Essa dendrobium pode ser cultivada em locais pouco espaçosos, pois, normalmente não passa de 30cm.

Após ser descrita, a dendrobium kingianum, foi publicada pelo famoso John Lindley no The Botanical Register.

Vários anos depois, essa orquídea passou por uma polêmica.

Em 2002, dois pesquisadores propuseram a mudança de gênero, para que essa orquídea se tornasse uma Thelychiton, mas até agora, não conseguiram.

Flores

Flores-rosa

Conhecida popularmente como orquídea rosa das rochas, pois, é encontrada principalmente em rochas, a dendrobium kingianum possui flores muito belas.

Florescendo aqui no Brasil no final do inverno, suas floração encanta qualquer orquidófilo, por vários motivos:

  1. Sua duração: suas flores podem durar até 25 dias
  2. Seu perfume: as flores possuem um leve perfume doce
  3. A quantidade de flores: normalmente a dendrobium kingianum gera entre 2 a 15 flores

Além de tudo isso, suas flores possuem entre 2 a 2,5cm de diâmetro e nos encantam pela grande diversidade de cores.

A grande maioria dessas plantas possui flores rosa.

Mas além dessa cor, também podemos encontrar dendrobium kingianum com flores:

  • Brancas
  • Vermelhas (raras)
  • Roxo
  • Azul/ roxo

Graças a essa grande diversidade, essa orquídea ganhou destaque entre os orquidófilos.

Cultivo da Dendrobium Kingianum

Assim como a grande maioria das dendrobium, essa é uma orquídea de fácil cultivo.

Mas você deve ter um cuidado em especial, pois, caso contrário sua orquídea não vai florir.

Muitos cultivadores cometem erros que evitam o florescimento dessa orquídea.

Por isso, abaixo você vai aprender a evitar esses erros.

OBS: se você mora no sul ou sudeste do Brasil, essa é uma ótima orquídea para se cultivar.

Onde Cultivar

Den.-Kingianum

Apesar de serem em sua grande maioria rupícolas, essas orquídeas normalmente são cultivadas como epífitas.

OBS: caso você não saiba o que são orquídeas rupícolas, epífitas e terrestres, volte ao início do artigo, onde explicamos sobre isso.

Algumas opções muito utilizadas para se cultivar essa dendrobium são:

  1. Vasos (terracota, plástico ou cachepot)
  2. Fixar em placas
  3. Amarrar em árvores (regar um pouco mais no início, para que a planta se fixe, normalmente árvores rugosas são boas opções)

Após escolher qual o melhor vaso para sua planta, está na hora de escolher o substrato ideal.

Substrato

Dendrobium-Kingianum-2

Seguindo a mesma lógica do plantio, aqui nós também vamos utilizar recomendações para orquídeas epífitas.

Por isso, nós vamos escolher substratos com boa drenagem e próprios para epífitas.

Algumas opções são:

  1. Carvão vegetal
  2. Brita (no fundo)
  3. Esfagno
  4. Casca de pinus
  5. Isopor

Escolha alguns desses substratos e faça uma mistura para plantar sua orquídea.

Rega

Dendrobium-Kingianum-na-natureza

A rega é um fator muito simples, mas pode evitar que sua orquídea floresça.

Você vai regar sua dendrobium assim que o substrato estiver seco.

Para descobrir quando o substrato está seco, baixe o nosso guia gratuito, pois, nele nós ensinamos 3 técnicas simples que vão te ajudar.

Além disso, você deve tomar muito cuidado para que não fique água acumulada no fundo de seu vaso.

E, por último, a parte que vai fazer sua orquídea florir.

As dendrobium necessitam de um estresse hídrico para florirem, por isso, durante o outono e o inverno, você deve diminuir a rega de sua orquídea, para que ela possa florir da maneira correta.

Se você não sabe como fazer isso, veja esse infográfico sobre como fazer a diminuição de rega nas dendrobium no artigo sobre a dendrobium nobile.

Luz

Dendrobium-Kingianum-3

Essa é uma orquídea muito resistente quando o fator é iluminação.

Ela vai sobreviver com as mais diversas iluminações, mas para florir, você precisa fornecer a iluminação correta.

Normalmente a dendrobium kingianum gosta de um sombreamento médio de 40 a 50%.

Você vai perceber que está forncendo a quantidade de luz adequada quando:

  • Sua orquídea estiver florescendo bem
  • Suas folhas estiverem em um tom avermelhado (não em excesso)

Caso a folha dessa dendrobium esteja com uma cor verde escura, ela precisa de mais sol para florir.

Temperatura e Umidade

Outro fator muito importante é a temperatura.

Essa é uma dendrobium que gosta de temperaturas variadas em seus períodos de crescimento.

Normalmente durante a primavera e o verão, as temperaturas podem ser medianas, variando entre 5° a 35°, mas o recomendado é algo mais equilibrado.

durante o outono e o inverno, ela precisa de mais frio.

Por isso, garanta que ela fique em temperaturas próximas de 10°, especialmente durante a noite.

Quanto a umidade, em média 50% ou um pouco mais é o ideal.

Como Fazer Mudas

Dendrobium-Kingianum-4

Também conhecidos como keikis, as mudas que as orquídeas geram, podem ser algo positivo ou negativo.

Isso depende muito de seus objetivos com suas orquídeas, pois:

  • Positivo: mudas vão te ajudar a ter mais orquídeas
  • Negativo: quando sua planta gera mudas, normalmente não gera flores

Normalmente os keikis aparecem quando a orquídea é regada e fertilizada em excesso, especialmente durante o inverno.

Caso sua orquídea gere um keiki, espere para que ele tenha ao menos 3 raízes e, após isso, o replante.

Keikis são diferentes de sementes por diversas razões, como:

  1. São idênticos geneticamente a sua planta mãe
  2. São plantas adultas, ou seja, podem gerar flores em pouco tempo (normalmente de 1 a 2 anos)
  3. É uma forma de reprodução mais simples e, que não necessita de técnicas avançadas, pois, é quase impossível reproduzir sementes de orquídeas em casa (aquelas que você encontra no mercado livre, aliexpress ou outros locais na internet são falsas)

Adubação

Dendrobium-Kingianum-flor

A adubação pode variar muito.

Durante o período de estresse hídrico, você não deve adubar essa orquídea, mas durante os outros períodos, pode seguir alguma dessas opções:

  • Adubação a cada 3 regas (com adubo químico dissolvido em água)
  • Adubação orgânica a cada 2 meses

Adubos com muito nitrogênio vão fazer sua planta gerar keikis, por isso, caso você queira fazê-las florirem, nós recomendamos um fertilizante com mais fósforo.

Conclusão

A dendrobium kingianum é uma orquídea de fácil cultivo, mas que requer alguns cuidados especiais.

Espero que com esse artigo você possa ter aprendido um pouco mais sobre essa orquídea excepcional.

E, se você quer aprender mais sobre as dendrobium, pode ler algum desses artigos:

Agora é a sua vez, compartilhe esse artigo em suas redes sociais e, nos ajude a ensinar mais pessoas a cultivarem corretamente essa orquídea.

Para compartilhar esse artigo, basta clicar nos ícones abaixo 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *