Cattleya Schilleriana – Aprenda Tudo Sobre Essa Orquídea Incrível

A cattleya schilleriana é uma das orquídeas mais interessantes do gênero cattleya.

Infelizmente essa planta é considerada extinta na natureza, mas qualquer cultivador pode comprá-la através de algum orquidário.

Descoberta no século XIX, ela recebeu esse nome graças ao primeiro local onde foi cultivada cultivada (1857), a coleção do consul de Schiller localizada na cidade de Hamburgo na Alemanha.

Essa é uma orquídea brasileira que podia ser encontrada nos seguintes estados:

  1. Bahia
  2. Espirito Santo

Infelizmente a coleta criminosa da natureza e também a destruição de seus habitats contribuíram para sua extinção.

Continue lendo esse artigo para aprender mais sobre as características e como cultivar essa orquídea.

Características

Cattleya-schilleriana
Direitos autorais: Dalton Holland Baptista [CC BY-SA 3.0 (https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0) or GFDL (http://www.gnu.org/copyleft/fdl.html)], from Wikimedia Commons
A cattleya schilleriana foi inicialmente encontrada na Bahia.

Naquela época, ela foi confundida com um híbrido entre a cat. aclandiae e a cat. guttata, mas isso foi rapidamente corrigido.

Então no ano de 1857, essa orquídea foi registrada por Reichenbach com seu nome atual.

Seu habitat natural era a Mata Atlântica, sendo encontrada em locais com as seguintes características:

  1. Umidade alta, especialmente durante a noite.
  2. Luminosidade alta/média.
  3. Boa ventilação.

Uma das principais características dessa orquídea são seus pseudobulbos e folhas que ficam com uma cor entre verde e violácea quando expostos ao sol.

Sendo uma cattleya bifoliada, a cattleya schilleriana é uma orquídea que cresce muito rápido quando cultivada nas condições corretas.

Além da variedade tipo, também existem as seguintes variedades dessa cattleya:

  • Caerulea
  • Dulcotensis
  • Haray
  • Superba
  • Regnelli
  • Lowii
  • Concolor
  • Pitt
  • Amaliana
  • Trilabelo
  • Regnelli

Saiba que essa orquídea também é utilizada para se fazer híbridos, formando espécies muito belas.

Uma dica: baixe agora o nosso guia exclusivo e ainda receba um curso sobre como cuidar de orquídeas em seu e-mail.

Descubra Como Ter Orquídeas Lindas e saudáveis em menos de 1 Mês

Acesse agora o guia exclusivo que já ajudou centenas de cultivadores iniciantes a terem orquídeas lindas, saudáveis e com várias flores.

Flores

Cattleya-schilleriana-flor
Fonte: orquidário maripá

Se você está com dificuldades de fazer sua orquídea florir, veja o nosso guia completo sobre como fazer sua orquídea florir.

Tendo sua floração entre a primavera e o verão (setembro e outubro são os meses mais comuns), a cattleya schilleriana também pode florir mais de uma vez ao ano.

Sua floração é muito bonita, chegando até 12 flores, sendo que cada flor possui em média 5cm de comprimento e 1,5cm de diâmetro.

Quanto a cor, basicamente você vai encontrar schillerianas com flores que vão do verde até um tom mais avermelhado, sendo muito comum pintas redondas de várias cores.

Cada haste floral gera até 5 flores, mas normalmente elas nos presenteiam com apenas duas.

A floração dura em média de 3 a 4 semanas, ou seja quase 30 dias.

E agora que você já aprendeu sobre a floração da schilleriana, vamos aprender um pouco mais sobre como cuidar dela.

Cultivo da Cattleya Schilleriana

Essa não é uma orquídea de fácil cultivo, por isso, se você está começando a cultivar orquídeas e não têm muita experiência, escolha outras plantas.

Como essa é uma planta que está em extinção, você deve evitar ao máximo perdê-la.

Por isso, abaixo eu separei algumas dicas essenciais para que você consiga cultivar melhor a sua cattleya schilleriana.

Rega

Cattleya-schilleriana-marrom-avermelhada
Fonte: orquídeas online

Vamos começar com um dos fatores que mais gera dores de cabeça nos cultivadores dessa orquídea, a rega.

Essa é uma orquídea que gosta de uma boa umidade, especialmente durante a noite.

Em seu habitat natural, a cattleya schilleriana está acostumada com uma alta umidade noturna, por isso, as regas devem ser feitas ao anoitecer.

É de extrema importância que você preste muita atenção ao seu substrato, ele não deve encharcar, mas deve ficar bem molhado.

Caso você utilize um substrato mais duro, a rega será mais frequente:

  1. Regue ao anoitecer
  2. Regue de manhã (caso o substrato já tenha secado)

É de grande importância que você faça isso, pois a cattleya schilleriana guarda sua reserva de água nos bulbos.

Os bulbos dessa orquídea não podem desidratar, pois, caso isso ocorra, eles não vão voltar ao normal.

Luminosidade

Agora que você já aprendeu sobre um dos fatores mais complicados na hora de cultivar sua orquídea, está na hora de entender um pouco mais sobre luminosidade.

SAIBA QUE: a luminosidade é diferente da temperatura, pois a luminosidade é a quantidade de luz que sua planta recebe, normalmente para as orquídeas ela deve ser indireta.

Para a cattleya schilleriana o ideal é que você utilize em seu orquidário algo entre 50% a 70% de sombreamento, eu recomendo 60%.

Evite que sua orquídea pegue sol direto durante os períodos mais quentes do dia.

E quanto a temperatura, busque fornecer um clima moderado ou um pouco frio e, evite temperaturas extremas.

Substrato

Cattleya-schilleriana-orquídea
Fonte: colibri orquídeas

Esta é uma orquídea que gosta de ser cultivada em substratos mais duros.

Normalmente os seguintes substratos são ótimas opções:

  1. Peroba
  2. Galhos de árvores
  3. Carvão vegetal
  4. Pedras de rio

Lembre-se que o seu substrato deve oferecer uma boa drenagem, para permitir que eles sequem adequadamente.

OBS: alguns cultivadores recomendam que se evite substratos a base de turfa.

Replantio

O replantio assim como a rega é um ponto bem delicado no cultivo da cattleya schilleriana.

Essa é uma orquídea que não gosta muito de ser replantada ou movida de lugar.

Por isso, evite ao máximo o replantio, a divisão ou qualquer outra mudança com essa planta, pois, ela pode não se adaptar.

Caso o replantio seja necessário, realize-o após a floração quando as novas raízes começarem a aparecer.

Onde Plantar

Orquídea-cattleya-schilleriana-verde
Fonte: cultivando orquídeas e ideias

Esta é uma orquídea epífita, por isso, não pode ser plantada na terra.

Existem alguns vídeos mostrando a utilização de terra como substratos para essa orquídea, mas isso deve ser feito com muito cuidado.

Normalmente o cultivo da cattleya schilleriana é feito muito bem nos seguintes locais:

  1. Penduradas em tutores de madeira
  2. Vasos de barro
  3. Cachepos

A escolha de vaso pode variar muito, mas se você escolher alguma das opções acima, o seu cultivo não terá problemas.

OBS: alguns cultivadores preferem os vasos de barro, pois, relatam que neles conseguiram orquídeas maiores e mais fortes.

E caso você queira continuar aprendendo a cultivar orquídeas, baixe o nosso guia exclusivo.

Descubra Como Ter Orquídeas Lindas e saudáveis em menos de 1 Mês

Acesse agora o guia exclusivo que já ajudou centenas de cultivadores iniciantes a terem orquídeas lindas, saudáveis e com várias flores.

Conclusão

A cattleya schilleriana é uma orquídea muito interessante e uma ótima opção de cultivo para orquidófilos um pouco mais experientes.

Essa é uma planta muito interessante, mas de cultivo complicado.

Caso você queira aprender mais sobre as cattleyas e seus principais gêneros, acesse os artigos abaixo:

E, se você gostou desse artigo, nos ajude compartilhando-o em suas redes sociais, para fazer isso, clique nos ícones abaixo.

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *